Gás de cozinha sobe 1,5% em uma semana, diz ANP

O gás de cozinha subiu mais 1,5% esta semana, sendo encontrado a R$ 130 o botijão de 13 quilos na região Centro-Oeste, o valor mais caro do Brasil. Nas últimas quatro semanas, mesmo sem a Petrobras aumentar o preço do produto nas suas refinarias desde o início de julho, a alta já atingiu 5%, segundo dados divulgados neste sábado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A elevação de preço se deve a um aumento de 7% feito pelas distribuidoras por causa do dissídio salarial da categoria em setembro. O preço nacional médio do botijão na semana de 12 a 18 de setembro ficou em R$ 98,33, sendo o mais barato encontrado na região Nordeste: R$ 75,00.

A gasolina também registrou alta na semana passada, de 0,2% contra a semana anterior, com preço médio de R$ 6,076 o litro, sendo o menor preço R$ 5,190 nas região Norte, e o maior, de R$ 7,199, no Rio de Janeiro. No mês, o combustível fóssil já subiu 1,6%. O último aumento da Petrobras foi em 12 de agosto.

O óleo diesel, cujo último reajuste nas refinarias foi em 27 de agosto, subiu 0,2% esta semana e 2,2% nas últimas quatro semanas, custando em média R$ 4,709 por litro. O preço mais alto foi encontrado pela ANP na região Norte, R$ 6,480 o litro, enquanto o mais barato, R$ 3,780 o litro, foi registrado no Nordeste.

Oito pessoas fogem com cartões de vacinação após recusarem imunizantes no Rio

Do posto de saúde para a delegacia. O trajeto foi percorrido por uma funcionária de um Centro Municipal de Saúde do Rio de Janeiro após tentar evitar a fuga de uma paciente que se negou a devolver o cartão de vacinação depois de recusar tomar o imunizante contra Covid-19. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, em uma semana, oito roubos como esse aconteceram em postos de vacinação da cidade. Todos foram registrados nas delegacias próximas e as pessoas identificadas. Há, inclusive, casos de agressões contra os funcionários das unidades.

“Como constam os CPFs, todos estão identificados e serão multados. Felizmente a funcionária não teve nenhum ferimento grave”, disse o secretário de saúde Daniel Soranz, que lamentou os episódios.

O caso mais recente aconteceu na manhã deste sábado (18) e envolveu uma mulher, de 41 anos. Ela apresentou os documentos, recebeu o cartão de vacinação e no momento da aplicação, disse que não desejava ser vacinada. No entanto, não quis devolver o comprovante emitido pelo CMC e agrediu a enfermeira, quando a funcionário solicitou a entrega do documento.

Em boletim de ocorrência, a profissional de saúde contou que, nessa hora, “o auxiliar da portaria foi acionado para apoio, quando a paciente me agrediu no rosto, próximo ao olho direito, com um chaveiro com várias chaves e saiu correndo com o cartão, sem administrar a vacina”.

Os crimes aconteceram em postos de saúde em Bangu, Realengo e Cidade de Deus. Os roubos dos cartões de vacinação têm se tornado mais frequente desde que a exigência do passaporte da vacina foi anunciada no Rio, no fim do mês de agosto. É que para entrar em locais como academias, cinemas, teatros e pontos turísticos é necessário comprovar a vacinação contra a Covid-19.

Bolsonaro chega aos EUA para Assembleia-Geral da ONU

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) desembarcou em Nova York, nos Estados Unidos, neste domingo (19). Ele discursará na Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) na terça-feira (21).

Quando chegou à cidade norte-americana, o chefe do Executivo não entrou pela porta da frente do hotel. A medida foi uma estratégia de segurança do Serviço Secreto brasileiro.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, publicou nas redes sociais uma foto da chegada de Bolsonaro.

Manifestantes contrários a Bolsonaro também estavam próximos do local. O pequeno grupo gritava palavras de ordem e seguravam cartazes.

Além do discurso na abertura do debate geral dos chefes de estado, o presidente do Brasil terá reuniões com outras autoridades. Uma delas é o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, na segunda-feira (20).

Fiocruz entrega 4,5 milhões de vacinas contra a Covid-19

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) completou ontem (17) 4,5 milhões de vacinas contra a covid-19 entregues ao Ministério da Saúde ao longo desta semana, com a liberação de mais 700 mil doses, que se somam às remessas de terça-feira (14) e de quinta-feira (16).

O imunizante, produzido no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), foi disponibilizado em duas etapas: uma com 20 mil doses para o estado do Rio de Janeiro e outra, com as demais doses, para o almoxarifado designado pelo Ministério da Saúde, para serem distribuídas aos demais estados. 

Com a entrega, a Fiocruz alcança a marca de 96,5 milhões de doses disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Bio-Manguinhos conta também com mais de dez milhões de doses em controle de qualidade, a serem entregues à população, por meio do ministério, tão logo ocorram as liberações.

Ao tentar fugir de criminosos, homem é baleado, cai em rio e morre no Recife

Um homem de 30 anos foi encontrado morto com marcas de tiro, nessa terça-feira (14), próximo ao rio Beberibe, em Cajueiro, na Zona Norte do Recife.

O homem tentava fugir de criminosos quando caiu no rio e foi alvejado, segundo relatos iniciais de testemunhas. O homicídio ocorreu na rua Arão Botler, próximo ao limite da capital pernambucana com Olinda.

“As investigações foram iniciadas e seguem até completa elucidação do crime”, informou a Polícia Civil. A apuração deverá indicar autoria e motivação do assassinato.

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, o caso foi registrado pela Força-Tarefa de Homicídios da Capital como homicídio doloso consumado.

O corpo do homem foi retirado do rio pelo Corpo de Bombeiros e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do Recife, no bairro de Santo Amaro, área central da capital pernambucana.

Governo zera imposto de remédio para câncer

O governo federal zerou o Imposto de importação para cinco produtos, entre eles um remédio para tratamento de câncer e dispositivos para uso de pessoas com deficiência. A medida foi aprovada na quarta-feira (15) pelo Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia.

O presidente Jair Bolsonaro destacou a decisão do governo, em publicação nas redes sociais.

O medicamento atezolizumabe foi incluído na Lista Brasileira de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) com redução de 2% para 0 na alíquota de importação. Trata-se de um anticorpo monoclonal indicado para o tratamento de câncer metástico. A medida também incluiu três tipos de próteses endoesqueléticas transfemurais – em titânio, fibra de carbono ou alumínio – e todas tiveram redução de alíquotas de 4% para zero.

Além disso, foi reduzida a taxa de importação, de 12% para 0 para dois tipos de teclados especiais para computadores: o alternativo e programável e o teclado especial com possibilidade de reversão de função mouse/teclado. As máscaras de teclado e os softwares de teclado virtual com dispositivo de varredura, apresentados em forma de memory cards, também tiveram suas alíquotas reduzidas a 0 de um patamar vigente de 8% e 2%, respectivamente.

No caso dos teclados e dos softwares, o instrumento de redução tarifária utilizado foi a Lista de Bens de Informática e Telecomunicações (Lebit). Todos eles são dispositivos de tecnologia assistiva para pessoas com deficiência.

Apagão no Sudeste não tem relação com a crise hídrica, diz ONS

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou neste domingo (19) que o apagão que afetou parte da Região Sudeste na noite deste sábado (18) não teve relação com a crise hídrica do país.

Segundo o ONS, às 21h21 de sábado “houve um desligamento total da Subestação de Rocha Leão”. O local, em Rio das Ostras, na Região dos Lagos fluminense, pertence a Furnas — que já tinha admitido a falha em nota neste domingo.

“As proteções atuaram corretamente para isolamento da falha, causando o desligamento de todos os equipamentos. A equipe técnica de Furnas prontamente iniciou os procedimentos para o restabelecimento do fornecimento”, detalhou Furnas.

O ONS afirmou que entrou em ação a “proteção diferencial de barras do setor de 138 kV”, afetando cidades do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Às 22h32, o abastecimento estava normalizado.

O ONS avaliará as causas da ocorrência junto aos agentes envolvidos e se foi um problema técnico ou um erro humano.

Para o pesquisador João Teles, da FGV Energia, “a observação do ONS faz sentido”. “Não deve se tratar de escassez de recursos energéticos. Porque o atendimento da carga nesse horário é considerado fora da ponta, ou seja , uma carga média”, pontuou. “E também foi no sábado, que não é dia útil, com uma carga normalmente mais baixa”, emendou.

Luciano Losekann, professor da UFF e pesquisador do Grupo de Economia da Eenergia da UFRJ, concorda. “O horário do apagão não era pico de demanda”, afirmou. “Indica ter sido uma falha localizada, mas a causa do problema podem ser diversos fatores”, ponderou.

Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos em Itatiba

O ator Luis Gustavo Blanco morreu neste domingo (19), aos 87 anos, em Itatiba (SP). Ele sofreu complicações por conta de um câncer no intestino. De acordo com informações da família, Luis Gustavo estava em tratamento contra a doença desde 2018.

O corpo do ator será cremado na manhã de segunda-feira (20), por volta das 10h. Não haverá velório. Segundo o G1 apurou, foi uma opção da família para que a despedida fosse um momento particular.

O ator nasceu em Gotemburgo, na Suécia, no dia 2 de fevereiro de 1934. Foi o Beto Rockfeller (1968), na novela da TV Tupi, que inovou a linguagem do gênero. A estreia dele na Globo foi em 1976.

Dentre os personagens mais marcantes do artista estão o costureiro Ariclenes Almeida/Victor Valentin em “Ti Ti Ti” e Vanderlei Mathias, o Vavá, no programa “Sai de Baixo”, ambos da TV Globo.11 vídeos

“Eu sempre me dediquei à comédia. Na comédia, as crianças são meus grandes professores: testei meus personagens com elas. Se não riam, o personagem não estava pronto. Não há mestre no mundo que se compare a uma aula dessas”, afirmou o ator, em depoimento ao Memória Globo.

Fez diversas novelas, como “Anjo Mau” e “Duas Vidas”, em 1976, “Te Contei?”, em 1978, “Elas por Elas”, em 1982, “Ti-Ti-Ti”, em 1985, “O Salvador da Pátria”, em 1989, “Mico Preto”, em 1990, “O Mapa da Mina”, em 1993, “O Beijo do Vampiro”, em 2002, “Começar de Novo”, em 2004, “O Profeta”, em 2006, “Três Irmãs”, em 2008″, “Cama de Gato”, em 2009, “A vida da gente”, em 2011, “Joia Rara”, em 2013, e “Êta Mundo Bom!”, em 2016.

Também participou de “Malhação”, em 2012, e do seriado “As Cariocas: A Invejosa de Ipanema”, em 2010. Fez ainda “Xuxa Especial de Natal – no Mundo da Imaginação”, em 2003.

Tornou-se assistente de direção de vários programas, entre eles o teleteatro TV de Vanguarda. Após uma pequena participação no filme “Amada Amante”, de Cláudio Cunha, e uma passagem pela TV Bandeirantes, Luis Gustavo voltou à Globo na pele do detetive Mário Fofoca.

O artista foi vacinado contra a Covid-19 em fevereiro deste ano, em Itatiba, cidade onde morava. A aplicação da dose foi feita em um sistema drive-thru, no Ambulatório Central de Especialidades.

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias espanholas

Um vulcão entrou em erupção neste domingo (19) em La Palma, uma das ilhas do arquipélago espanhol Ilhas Canárias, lançando uma nuvem de fumaça e cinzas a partir do parque nacional Cumbre Vieja, no sul da ilha.

Na quinta-feira (16), já havia sido emitido um alerta amarelo de risco de erupção do vulcão, o que chegou a provocar inclusive o temor da formação de tsunamis que poderiam atingir a costa brasileira, principalmente o litoral setentrional, formado por Ceará, Rio Grande do Norte e nordeste do Maranhão. O risco, porém, foi considerado muito remoto por especialistas.

Segundo o pesquisador Saulo Vital, professor do Departamento de Geociências da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Coordenador do Núcleo de Estudos e Ações em Urgências e Desastres (NEUD), o alerta é importante, mas não é dos mais graves.

As autoridades já haviam começado a retirar os moradores enfermos e alguns animais de aldeias vizinhas antes da erupção, que ocorreu em Cabeza de Vaca, em El Paso, às 15h15 do horário local (11h15 no horário de Brasília), de acordo com o governo das Ilhas Canárias.

Antes da erupção, os cientistas registraram uma série de terremotos de magnitude 3,8 no parque nacional, de acordo com o Instituto Geográfico Nacional Espanhol (ING).

Logo após a erupção, o governo local pediu aos moradores que “tenham extrema cautela” e fiquem longe da área e das estradas.

De acordo com o prefeito Sergio Rodríguez, 300 pessoas foram retiradas de suas casas e enviadas para o campo de futebol de El Paso. Estradas foram fechadas devido à explosão e as autoridades pediram aos curiosos para não se aproximarem da área.

A população das aldeias vizinhas foi instruída ainda a ir a um dos cinco abrigos, e soldados foram enviados para ajudar na remoção dos moradores. Espera-se que mais residentes sejam evacuados das cidades na região.

A televisão espanhola mostrou fontes de lava sendo lançadas, e nuvens de fumaça podiam ser vistas do outro lado da ilha. Enormes plumas vermelhas cobertas com fumaça preta e branca dispararam ao longo da crista vulcânica. Um fluxo de lava negra com a ponta em chamas deslizava em direção a algumas casas na vila de El Paso.

La Palma, com uma população de 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do arquipélago das Ilhas Canárias na costa oeste da África. No ponto mais próximo da África, está a 100 km do Marrocos.

O presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, viajará neste domingo para a ilha de La Palma, anunciou seu gabinete.

“Diante da situação gerada na ilha de La Palma, o presidente do Governo adiou a viagem prevista para hoje a Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU e se deslocará nesta mesma tarde às Canárias para acompanhar a evolução dos acontecimentos”, informou o serviço de imprensa do governo espanhol em um comunicado.

Governo anuncia envio ao Congresso de projeto sobre mesmo tema de MP devolvida por Pacheco

A Secretaria-Geral da Presidência anunciou neste domingo (19) o envio, pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso, de um projeto de lei que trata do mesmo tema da medida provisória (MP) rejeitada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), na semana passada. Controversa, a MP devolvida alterava o Marco Civil da Internet com o objetivo de limitar a remoção de conteúdos nas redes sociais.

Diferentemente de uma medida provisória, que entra em vigor assim que publicada e depois é analisada pelo Legislativo, um projeto de lei tem um caminho mais longo e precisa ser aprovado por Câmara e Senado antes de passar a valer.

O governo não disponibilizou o texto da proposta que informou ter enviado ao Congresso. Em um comunicado à imprensa, a Secretaria-Geral da Presidência declarou que o projeto altera o Marco Civil da Internet e também uma lei de 1998 que trata de direitos autorais.

Segundo o documento do governo, a proposta tem a finalidade de “explicitar os direitos e as garantias dos usuários de redes sociais e prever regras relacionadas à moderação de conteúdo”.

Ainda de acordo com o comunicado da Secretaria-Geral, o projeto prevê “ampla defesa e recurso nas hipóteses de moderação de conteúdo” pela rede social.

“Prevê-se o direito de restituição do conteúdo disponibilizado pelo usuário na rede social e a exigência de justa causa e de motivação nos casos de cancelamento ou suspensão de funcionalidades de contas ou perfis mantidos pelos usuários de redes sociais, bem como nos casos de exclusão de conteúdo gerado por eles”, diz a nota do governo.

A MP devolvida por Pacheco também falava na necessidade de haver uma “justa causa” e “motivação” nos casos de exclusão, cancelamento ou suspensão de funcionalidades de contas ou perfis mantidos pelos usuários de redes sociais. A rejeição do texto foi uma derrota para o governo Jair Bolsonaro.

Na última quarta-feira (15), um dia após Rodrigo Pacheco devolver a MP, o presidente da Câmara já havia dito que, “para melhorar ou piorar a situação”, Bolsonaro iria encaminhar projeto, com urgência, com o assunto do texto rejeitado pelo presidente do Congresso.

CPI deve convocar Marcelo Queiroga pela terceira vez antes da conclusão dos trabalhos

A possibilidade de uma terceira convocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ganhou força durante reunião virtual do grupo majoritário da CPI da Covid neste domingo (19). Entre outros pontos, os senadores querem explicações sobre a orientação do Ministério da Saúde de suspender a vacinação em adolescentes sem comorbidades.

O depoimento do ministro, que deve ocorrer na próxima semana, é visto como um desfecho para os trabalhos da CPI. A convocação de Queiroga foi defendida no encontro virtual pelo vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e ganhou apoio dos demais participantes.

Os senadores querem apurar se houve influência ideológica, em especial por parte do presidente Jair Bolsonaro, na recomendação da pasta chefiada por Queiroga.

Na semana passada, o ministro disse que a orientação de suspender a vacinação em adolescentes sem comorbidades foi tomada porque 1,5 mil apresentaram algum efeito adverso. Mais de 3,5 milhões de adolescentes foram vacinados.

O recuo do Ministério da Saúde contrariou orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e foi criticado pela comunidade científica. Na última sexta-feira (17), o Conselho Nacional de Saúde recomendou a manutenção da vacinação contra Covid-19 de todos os adolescentes de 12 a 17 anos.

A nova convocação do ministro levará ao adiamento da leitura do relatório do senador Renan Calheiros (MDB-AL) em uma ou duas semanas. Até então, a entrega do parecer estava prevista para esta semana.

“Os fatos novos pressionam para que tenhamos mais uma ou duas semanas de trabalho. Precisamos ouvir novamente o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e também o ex-secretário-executivo da pasta Elcio Franco”, disse Renan Calheiros ao blog.

O senador Randolfe Rodrigues vai apresentar nesta terça-feira (21) o requerimento de nova convocação do ministro da Saúde. “Vamos terminar esta CPI com o Queiroga sendo ouvido novamente. Será o nosso grande final”, afirmou o vice-presidente da CPI.

Para Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, Queiroga ainda precisa dar muitas explicações por ter seguido, em suas decisões mais recentes, a política em vez de a ciência.

“Ele está jogando fora a sua história por uma questão política e para permanecer como ministro de Bolsonaro. É difícil entender isso de alguém que tinha uma carreira vitoriosa”, disse Aziz sobre o ministro da Saúde, que era presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia antes de entrar no governo.

Datafolha: Doria tem reprovação de 38% no Governo de SP; aprovação é de 24%

O governo de João Doria (PSDB) em São Paulo é reprovado por 38% da população, que consideram a gestão ruim ou péssima, enquanto 24% a avaliam como ótima ou boa. Outros 38% classificam o tucano como regular, segundo pesquisa Datafolha. A nota média do governo Doria, entre 0 e 10, foi de 4,7.

O instituto ouviu presencialmente 2.034 pessoas, em 70 cidades do estado, de segunda (13) a quarta (15) da semana passada. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou menos.

A aprovação por uma parcela minoritária impõe um desafio ao governador, que pretende ser candidato à Presidência da República em 2022 e disputará ainda neste ano a vaga de presidenciável do PSDB em prévias contra Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Além de viabilizar sua candidatura, Doria ainda busca emplacar seu vice-governador, Rodrigo Garcia (PSDB), para sucedê-lo no Governo de São Paulo —missão que a desaprovação à gestão pode atrapalhar.

No interior do estado, os índices de aprovação, regular e reprovação de Doria são, respectivamente, 25%, 37% e 37%. Na capital, são de 24%, 37% e 39%. E, na região metropolitana, na mesma ordem, há 22%, 38% e 39%.

​A pesquisa nacional do Datafolha mostra que Doria e Jair Bolsonaro (sem partido) têm índices de aprovação próximos, embora a reprovação do presidente seja maior. O mandatário nacional é aprovado por 22% e desaprovado por 53%, seu recorde até aqui. Outros 24% o consideram regular.

Já em São Paulo, o presidente é reprovado por 52%, aprovado por 23% e considerado regular por 24%. Na capital, os índices de reprovação e aprovação atingem 65% e 16%.

De acordo com a pesquisa eleitoral do Datafolha, Doria varia de 4% a 6% na intenção de votos para o Palácio do Planalto a depender do cenário de adversários. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida, com 44%, seguido de Bolsonaro, com 26% —situação em que o tucano aparece com 4%.

Doria praticamente empata com Lula em rejeição dos eleitores, com 37% contra 38% do petista. O candidato mais rejeitado é Bolsonaro, que tem taxa de 59%. ​

A pesquisa nacional ouviu 3.667 eleitores de forma presencial, em 190 cidades do país, entre 13 e 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

Estabelecimentos que promoveram aglomeração são multados e interditados em Carnaíba

Por blog do Nill Júnior

O departamento de Vigilância em Saúde por meio da Vigilância Sanitária Municipal informou em nota que vem atuando de forma enérgica em relação aos eventos que descumprem os protocolos sanitários no território de Carnaíba.

Nos últimos fins de semanas dois eventos festivos procuraram o setor de fiscalização sanitária para firmar um compromisso de realizar eventos seguindo os protocolos sanitários preconizados pelo decreto estadual n° 51.161/2021. No entanto, não cumpriram o acordo e foram penalizados com aplicação de multas, além de terem seus estabelecimentos interditados entre 30 e 60 dias, estando vetados de qualquer realização de novos eventos no território durante o período definido”.

Nesta sexta-feira foi emitido o novo decreto municipal n° 045/2021 juntamente com a portaria n° 238 que promovem instruções e restrições quanto aos eventos futuros que serão previamente autorizados pelo órgão fiscalizador da Vigilância Sanitária Municipal.

O objetivo é manter o controle e continuar a adotar medidas preventivas e de proteção a saúde pública, considerando que ainda vivenciamos período de pandemia”, conclui a nota.

Projeto de lei exige vacinação para servidores em todo o estado de Pernambuco

Por blog do Jamildo

Sem alarde, o Governo Paulo Câmara mandou um projeto de lei para a Assembleia Legislativa (Alepe), determinando que servidores da ativa (incluindo militares) só devem ir para seus respectivos trabalhos se estiverem devidamente vacinados.

Se não estiverem vacinados, não podem trabalhar e levam falta. O projeto foi encaminhado sem alarde na sexta-feira, em regime de urgência.

A mensagem informa que o Projeto de Lei Complementar torna obrigatória para servidores, empregados públicos, militares de estado, contratados temporários e prestadores de serviços contratados pelos órgãos e poderes do Estado de Pernambuco a imunização contra a Covid-19.

O referido Projeto tem por objetivo conter a disseminação da Covid-19 e assegurar o adequado funcionamento dos serviços de saúde, de preservação da saúde pública, bem como dos serviços públicos em geral”, diz o governador.

Na defesa do projeto, o governo do Estado afirma que há embasamento legal para a exigência, inclusive com aval do STF.

“A proposição guarda consonância com a Constituição Federal que estabelece a prevalência dos direitos coletivos à vida e à saúde sobre eventuais interesses individuais, especialmente no enfrentamento às pandemias, como a que ocorre no atual contexto, devendo aos servidores deste Poder proceder, pública e particularmente, de forma a dignificar a função pública”.

Com a polarização política atual, não tardará para que a iniciativa seja contestada nos tribunais, como foi o lockdown no Estado, no começo da pandemia. No Rio de Janeiro, o deputado estadual bolsonarista Márcio Gualberto (PSL), um investigador de polícia na origem, entrou com uma medida cautelar e obteve na semana passada uma liminar do TJ do Rio de Janeiro contra o decreto municipal do prefeito Eduardo Paes.

A iniciativa alinha-se ao que dispõe o inciso III, alínea “d”, do art. 3º da Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que confere às autoridades públicas, no âmbito de suas competências e para o enfrentamento de emergência de saúde decorrente do coronavírus, autorização para determinarem a realização compulsória de vacinação, além de outras medidas profiláticas. Ademais, a proposta adequa-se ao que restou decidido pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal, no julgamento da ADI 6.625/DF”.

Em julho passado, o TJPE fez algo semelhante e a presidência determinou retorno dos servidores imunizados.

A Presidência do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) determinou, por meio do Ofício Circular nº 51 de 2021, o cumprimento do §4º, art 2º do Ato Conjunto nº 24, de 21 de junho de 2021, que impõe a todos os servidores do TJPE a obrigatoriedade de encaminharem cópia dos seus cartões de vacinação às suas chefias imediatas, às quais compete encaminhá-las à Secretaria de Gestão de Pessoas, para as devidas anotações nos assentamentos funcionais, sendo obrigatório o retorno às atividades presenciais dos servidores devidamente imunizados. Acesse aqui o Ofício Circular Nº 51 de 2021”.

Preço da gasolina sobe pela 7ª semana seguida

Prepara o bolso, consumidor! O preço médio da gasolina aumentou pela 7ª semana seguida nos postos de combustíveis do Brasil, de acordo com um levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Segundo a pesquisa, nesta semana, o valor médio do combustível aumentou para R$ 6,076 por litro. Na semana anterior, o preço médio era de R$ 6,059. A ANP analisou o valor da gasolina em 4.390 postos. O preço máximo chegou a R$ 7,199 o litro e, o mínimo, foi de R$ 5,19.

Além da gasolina, a agência analisou os preços do diesel e do etanol. O valor médio do litro do diesel aumentou de R$ 4,695 para R$ 4,709. Já o litro do etanol subiu de R$ 4,653 para R$ 4,704.

Polícia Federal encontra 155 kg de cocaína após cavar carga de açúcar por mais de 10h no Porto de Santos

A Polícia Federal apreendeu cerca de 155 kg de drogas escondidas em um carregamento de açúcar no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, durante a noite de sábado (18). Segundo apurado pelo G1, os agentes cavaram por mais de 10 horas até encontrar todo o entorpecente, conforme mostram as imagens cedidas pela PF.

A apreensão ocorreu durante a Operação Ágata Arco Sul-Sudeste, conduzida pelo Comando do 8° Distrito Naval, e ocorreu em conjunto com equipes da PF e da Receita Federal em um dos terminais portuários. Durante as inspeções, os agentes descobriram que um navio graneleiro, que transportava um carregamento de açúcar com destino a Nigéria, tinha escondido grandes porções de cocaína.

Diante da situação, os policiais passaram a cavar a carga, e após mais de 10h horas de busca, localizaram toda a droga espalhada pela carga. A cocaína estava armazenada em grandes bolsas. Os entorpecentes foram retirados e apreendidos, totalizando cerca de 155 kg.

Simultaneamente, mergulhadores do Comando de Patrulha Naval Sul Sudeste fizeram a inspeção submersa, para verificar se havia novos malotes de cocaína nas caixas de mar do navio. No entanto, nada foi localizado.

O caso foi registrado na Delegacia Federal de Santos, onde será investigado. De acordo com a Polícia Federal, as equipes apuram como a droga foi colocada em meio a carga, qual o destinatário e quem é o dono.

Santa Cruz é rebaixado e volta à Série D do Campeonato Brasileiro

O fracasso de hoje não lembra só o fracasso do passado. Ofusca a história de um renascimento. O clube que nunca foi abandonado pela sua torcida, que saiu da Série D em 2011 prometendo nunca mais voltar, voltou. Dez anos depois. Neste sábado, o Santa Cruz Futebol Clube, pela segunda vez em seus 107 anos de história, teve a sua queda à quarta divisão do futebol nacional confirmada.

A confirmação do rebaixamento veio sem o Tricolor entrar em campo. O empate por 1 a 1 entre Floresta e Volta Redonda, no Ceará. O resultado deixou o clube cearense fora do alcance tricolor.

O rebaixamento é merecido, justo. Basta olhar para o desempenho da equipe para ter certeza disso. Com uma rodada de antecedência para o fim da Série C, o Santa Cruz encerra a temporada 2021 com números que impressionam negativamente. Foram 37 jogos, até o momento. Somente sete vitórias. Dez empates e 20 derrotas. O aproveitamento é de 27,9%.

Anvisa aprova remédio de artrite e dermatite para tratamento de Covid

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta sexta-feira (17) a indicação do medicamento baricitinibe para o tratamento de pacientes internados com Covid-19.

O medicamento já possuía registro no Brasil para o tratamento de artrite reumatoide e dermatite atópica moderada a grave. Agora o seu uso vai constar em bula também para o tratamento da doença causada pelo coronavírus.

A nova indicação vale para pacientes adultos hospitalizados com quadro grave de Covid, que necessitam de suporte de oxigênio por máscara, cateter nasal ou ventilação mecânica.

Para a inclusão dessa nova indicação, a empresa farmacêutica Eli Lilly do Brasil apresentou dados que sustentam a eficácia e a segurança do medicamento para esse outro uso.

Gustavo Mendes, gerente-geral de medicamentos da Anvisa, disse que a droga demonstrou 38% de eficácia na redução da mortalidade de pessoas hospitalizadas por causa da Covid-19. O baricitinibe age impedindo que o vírus se replique e se propague na célula.

De todos aprovados até o momento pela Anvisa para a Covid, esse é o primeiro medicamento que pode ser comercializado em farmácia. “Nessa indicação é esperado que se use em ambiente hospitalar, mas não vai ficar restrito porque já é comercializado”, explicou Mendes.

Esse é o sexto tratamento contra a Covid aprovado pela agência reguladora do Brasil. O primeiro foi o Remdesivir, que obteve registro em março. O remédio é indicado para pessoas hospitalizadas com quadro de pneumonia e que precisam de suporte de oxigênio, desde que não estejam em ventilação mecânica.

O outro é o Regen-cov, o qual consiste em uma associação de anticorpos monoclonais, aprovado para uso emergencial. “O combo de medicamentos reduziu significativamente em 70,4% o número de hospitalização e morte em paciente laboratorial sintomático com um ou mais fator de risco para doença grave”, disse Mendes, na ocasião.

Em maio deste ano, a agência aprovou o uso emergencial de um coquetel desenvolvido pela empresa Eli Lilly. O tratamento é uma combinação dos medicamentos biológicos banlanivimabe e etesevimabe. Por precisar de acompanhamento na aplicação, não há possibilidade de venda em farmácias para uso em casa.

Já em agosto deste ano, foi a vez do medicamento regdanvimabe, da empresa Celltrion Healthcare. Ele é indicado para tratamento leve e moderado em adultos que não necessitam de suplementação do oxigênio, mas apresentam alto risco de progressão da Covid.

O quinto aprovado é o sotrovimabe. O medicamento é recomendado para pacientes com casos leves e moderados da doença, mas que apresentem risco de uma evolução ruim da doença.

A Anvisa também informou nesta sexta-feira (17) que solicitou a alteração da bula da vacina da Janssen, imunizante de dose única contra a Covid-19.

A mudança, que precisa ser feita em até 30 dias, visa incluir eventos adversos que foram identificados durante o monitoramento de farmacovigilância do uso da vacina.

O pedido inclui os seguintes eventos adversos: linfadenopatia, que significa o aumento do tamanho de linfonodos, como o aparecimento de caroços no pescoço; parestesia, sensação de dormência em alguma parte do corpo; hipoestesia, diminuição da sensibilidade da pele; tinido e zumbido no ouvido; diarreia e vômitos.

Vereador que tentou desobrigar uso de máscara morre de Covid-19 aos 34 anos

Defensor de um projeto que desobriga o uso de máscaras de proteção contra a Covid-19, o vereador Thiarles Santos (PSL), de Uberlândia (MG), morreu nesta sexta-feira (17), aos 34 anos, em decorrência de complicações da doença.

O parlamentar, que ficou quase um mês internado, deixa esposa e quatro filhos. A causa da morte foi confirmada à reportagem pelo hospital e pela assessoria do vereador.

Thiarles testou positivo em 16 de agosto. No mesmo dia, fez publicação nas redes sociais: “Fim do uso das máscaras. Jamais irei fazer qualquer distinção entre vacinados e não vacinados. Vamos lutar pelo não uso de máscara quando tivermos com 70% de vacinados, ou já tiverem contraído a doença”.

O PL (Projeto de Lei) chegou a ser protocolado na Câmara Municipal em agosto, mas ainda não foi discutido nas sessões ordinárias. No texto que justifica a proposta, Thiarles deu explicações -não comprovadas por órgãos científicos- de como a medida iria beneficiar pessoas que sofrem de problemas respiratórios.

“O ar quente dentro da máscara pode dificultar a respiração e desencadear crises respiratórias, como crises de asma. Se a máscara for muito apertada, pode desencadear ansiedade, alterando padrões respiratórios e causando muito desconforto”, afirmou ele, mesmo sem haver estudos que comprovem isso.

Na defesa do tema, reforçou ainda que o projeto visava desobrigar, e não impedir, que as pessoas usassem máscara na cidade.

Depois de testar positivo, o vereador disse nas redes sociais que estava se recuperando bem, com tratamento em casa, e que não precisaria ser hospitalizado. No entanto, o quadro se agravou e ele precisou ser internado dias depois.

Na última terça (14), Thiarles apresentou forte instabilidade. Uma traqueostomia para aliviar a situação chegou a ser cogitada, mas foi adiada. Com os pulmões muito comprometidos, ele não resistiu e morreu na manhã de sexta.

Advogado, Thiarles era natural de Teixeira de Freitas, interior da Bahia. O velório vai ocorrer na manhã deste sábado (18) no Cemitério Parque dos Buritis, na cidade uberlandense.

Nas últimas semanas, Thiarles deixou claro o apoio às manifestações convocadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no dia 7 de setembro.

Mesmo internado, o parlamentar pediu que sua equipe participasse de uma motociata no dia 31 de agosto, quando Bolsonaro esteve em Uberlândia para a comemoração dos 133 anos da cidade.

“O vereador, que se encontra recuperando da covid-19, é um grande apoiador do presidente, com quem compartilha pautas importantes como a defesa da vida, da família, da propriedade privada e da legítima defesa”, diz a legenda de vídeo em seu perfil no Instagram oficial, mostrando aglomeração durante o evento.

Não há recomendações de órgãos de saúde nacionais ou internacionais que defendam o relaxamento do uso da máscara no Brasil. Nenhuma cidade brasileira deixou de recomendar o material de proteção contra o coronavírus.

O equipamento é obrigatório em Uberlândia, com base na legislação municipal apoiada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19. Na sexta, a cidade registrou 134 novos casos nas últimas 24 horas e tinha 66% dos leitos de UTI da rede municipal ocupados. Foram 3.055 mortes pela doença e mais de 120 mil casos, segundo último boletim.

Sem fazer menções ao projeto, o Legislativo local prestou condolências. “O vereador Thiarles Santos deixou sua história e legado na Câmara Municipal de Uberlândia nestes sete meses e vinte dias que passou conosco. Thiarles teve como função primordial representar os interesses da população perante o Poder Público.”

O Executivo determinou luto oficial. “É com grande pesar que a Prefeitura informa a notícia do falecimento do vereador Thiarles Santos. Em lamento e em solidariedade aos familiares e amigos, o prefeito Odelmo Leão determinou a decretação de luto oficial por três dias.”

Em sua vaga na Câmara, assumirá o suplente Sérvio Túlio Félix Simões Filho (PSL), de 32 anos. Em fevereiro, a Câmara de Uberlândia perdeu a vereadora Adriana Alves Ribeiro, que também morreu em decorrência da Covid-19.

Pernambuco recebe mais 278.400 doses da Coronavac/Butantan neste sábado (18)

Pernambuco recebeu, na manhã deste sábado (18), uma nova remessa de vacinas da Coronavac/Butantan contra a Covid-19. As 278.400 doses chegaram no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre às 10h e encaminhadas à sede do Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) para checagem, armazenamento e separação por município.

Os imunizantes deverão ser utilizados para aplicação de primeiras e segundas doses na população adulta, por faixa etária.

De acordo com a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo, a logística de entrega às Gerências Regionais de Saúde (Geres) ocorrerá ainda na tarde deste sábado, a partir das 13h. “Vamos distribuir esses quantitativos ainda hoje para que as cidades possam avançar, ao longo da semana, nas suas respectivas campanhas de vacinação”, afirmou a gestora.

Desde o início da campanha, em janeiro deste ano, Pernambuco já recebeu 11.850.230 doses de vacinas contra a Covid-19. Desse total, foram 4.216.270 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 4.481.720 da Coronavac/Butantan, 2.979.990 da Pfizer/BioNTech e 172.250 da Janssen.