NOTÍCIAS DA QUARTA-FEIRA 03 DE JUNHO


 – Confira outras informações desta quarta-feira, da nossa região, do Brasil e do mundo. 

– Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo

A prefeitura e autoridades de saúde da cidade de Paraíba, no Piauí, investigam um caso suspeito de reinfecção por coronavírus. Uma técnica de enfermagem, que testou positivo para a Covid-19 em 27 de abril, ficou em quarentena de 14 dias e foi dada como recuperada da doença, contudo voltou a testar positivo.

Em ambos os casos em que a paciente apresentou sintomas para a doença, em abril e junho, foram realizados testes sorológicos, que identificam a presenta de anticorpos no organismo, e testes de swab, onde amostras de mucosas são recolhidas na garganta do doente para confirmar a presença do vírus.

– Governo decide exonerar novo presidente do Banco do Nordeste um dia após a posse                         

Um dia depois de tomar posse como presidente do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza, Alexandre Cabral será exonerado do cargo, informa fonte do Palácio do Planalto.

 

“Ele está cheio de problemas”, disse um importante auxiliar do presidente, sem explicitar que o maior problema de Cabral é ser alvo de investigação conduzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sob suspeita de irregularidades no período em que foi presidente da Casa da Moeda, em 2018, conforme revelou a edição desta quarta-feira (3) do jornal “O Estado de S. Paulo”.


– Ex-prefeito de Custódia morre vítima de picadas de abelhas 

Nemias Gonçalves faleceu no final da manhã desta quarta (03), aos 67 anos, picado por abelhas, por ser alérgico, foi levado para unidade de saúde, entretanto não resistiu.

Nemias foi prefeito de Custódia por 3 mandatos e era pai da atual vice-prefeita Luciara Frazão. 

– Estudo com 821 pacientes não encontra prova de eficácia da hidroxicloroquina na prevenção da Covid-19

Um estudo feito com 821 pacientes dos Estados Unidos e Canadá não encontrou prova de eficácia do uso da hidroxicloroquina na prevenção da Covid-19. A pesquisa foi publicada nesta quarta-feira (3) na revista científica ‘The New England Journal of Medicine’.

O estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos EUA, e mais cinco instituições canadenses observou também a incidência de efeitos colaterais nos pacientes que consumiram hidroxicloroquina, mas não houve relato de reações mais graves.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s