Após decisão do STF, Aparecida (SP) abre missas da Páscoa ao público, mas movimento é baixo

Primeira das três celebrações do dia reuniu 154 fiéis na basílica, que comporta 35 mil e está limitada a mil pessoas

Após decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Kassio Nunes Marques de liberar a realização de cultos, missas e demais celebrações religiosas no país em meio às medidas restritivas para a Covid-19, o Santuário Nacional de Aparecida (SP) decidiu abrir ao público neste domingo (4) de Páscoa, mas a movimentação de fiéis na primeira missa do dia foi baixa.

A decisão foi publicada no sábado (3), após a Anajure (Associação Nacional de Juristas Evangélicos) entrar com uma ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental na Corte). Ela impede que estados, Distrito Federal e municípios editem ou exijam o cumprimento de decretos ou atos que proíbam completamente celebrações religiosas presenciais por motivos ligados à prevenção da Covid-19. Porém, estabelece protocolos sanitários de prevenção relativos à limitação de presença (no máximo, 25% da capacidade).

A decisão de dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, foi a de que as três missas de hoje no santuário, às 8h, 12h e 18h, serão celebradas com a presença de fiéis, seguindo o que determina a fase vermelha do Plano São Paulo.

Com capacidade para abrigar 35 mil pessoas, a basílica receberá no máximo mil pessoas em cada uma das três missas da Páscoa.

A movimentação, porém, foi muito pequena na primeira celebração do dia, com 154 fiéis na igreja. Quinze minutos antes da primeira missa, celebrada pelo próprio dom Orlando, havia 20 pessoas sentadas nos bancos.

Uma data como a Páscoa, historicamente, fazia com que Aparecida reunisse em média 100 mil pessoas.

Como a decisão do ministro do STF ocorreu durante o feriado prolongado da Páscoa, a expectativa para o dia é reunir basicamente fiéis da cidade nas missas, já que a decisão do arcebispo foi permitir a celebração presencial em todas as igrejas da Arquidiocese de Aparecida, composta também por outras quatro cidades —Guaratinguetá, Lagoinha, Roseira e Potim, com 18 paróquias no total.

Apesar de as missas não serem realizadas com público até este domingo, a basílica esteve aberta todos os dias para visitação, inclusive da imagem da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. Mas, até a decisão do ministro do STF, ela era fechada para as celebrações das missas.

A decisão de reabrir a basílica de Aparecida ao público era esperada pela arquidiocese com uma possível saída da região da fase emergencial do Plano São Paulo para a fase vermelha, o que permitiria receber até mil fiéis na igreja.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s