DF e outros quatro estados têm casos suspeitos da variante indiana da Covid-19

A variante indiana de Covid-19 foi identificada e confirmada no Maranhão na última quinta-feira (20). Ceará, Pará e Rio de Janeiro investigam casos suspeitos na região. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal também analisa um possível infectado em que o primeiro teste deu negativo, mas o paciente ainda segue sendo monitorado.

A variante indiana de Covid-19 foi identificada e confirmada no Maranhão na última quinta-feira (20). Ceará, Pará e Rio de Janeiro investigam casos suspeitos na região. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal também analisa um possível infectado em que o primeiro teste deu negativo, mas o paciente ainda segue sendo monitorado.

No Brasil, o primeiro paciente confirmado com a nova cepa é um tripulante indiano do navio MV Shandong, que está em uma área próxima a São Luís, no Maranhão. Ele está internado desde o dia 14 de maio. Na noite de sábado (22), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão confirmou que o homem teve piora no seu quadro de saúde e precisou ser intubado. O governo estadual ainda monitora outros pacientes.

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará anunciou que investiga dois casos no município de Primavera, a quase 200 quilômetros da capital Belém. Os pacientes tiveram sintomas após terem visitado o litoral do Maranhão, onde a variante já foi confirmada. Eles seguem monitorados e em isolamento.

O Ceará também analisa o caso de um homem de 35 anos que voltou para Fortaleza após viajar para a Índia no dia 9 de maio. Segundo a Secretaria da Saúde do Ceará, ele fez dois exames que tiveram resultado positivo e uma semana depois repetiu o teste, que deu negativo. Outra pessoa que teve contato com ele também realizou os exames e o resultado foi negativo.

Além disso, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro foi notificada pelas autoridades de São Paulo sobre o caso de um passageiro que testou positivo para Covid-19 no aeroporto de Guarulhos (SP). O homem retornava da Índia e teria seguido viagem para o município de Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro. Outro homem teve contato com ele no aeroporto e depois veio para Brasília.

O Governo do Distrito Federal também monitora o paciente e o primeiro teste foi realizado, indicando que ele não está com a doença. Pelo menos outros dois testes serão feitos durante o período de quarentena previsto.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s