Igreja Católica diz que violência policial no Recife lembrou ”ditadura”

Os atos de repressão policial registrados na manhã do último sábado (29), nas ruas do Centro do Recife, foram repudiados pela Arquidiocese de Olinda e Recife. Em nota, divulgada nesta segunda-feira (31), a entidade religiosa destacou que a manifestação seguia de maneira ‘pacífica e ordenada, respeitando todos os protocolos de prevenção contra a covid-19’. Para a Arquidiocese, as cenas presenciadas relembraram a repressão vivenciada durante a Ditadura Militar.

“O ataque com bombas e balas de borracha que causaram feridos, inclusive com perda de visão de pessoas que nem mesmo participavam da manifestação e a agressão à vereadora Liana Cirne, que tentava o diálogo com os policiais, fez reaparecer uma página triste da história de Pernambuco, vivida na ditadura”, afirmou o texto.

Cobrando uma apuração rigorosa dos fatos e punição dos responsáveis, a Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese falou que a sociedade não pode admitir que “pessoas violentas e ideologicamente comprometidas com o desmonte do estado democrático de direito, saiam às ruas com o poder de armas demonstrado nessa ação insana”. A nota ainda lembra que os policiais que participaram do ato devem obediência ao Estado de Pernambuco e são pagos com recursos públicos.

“Cabe às autoridades responsáveis as ações necessárias para que a sociedade mantenha a confiança nas instituições que conseguimos fortalecer na luta pela redemocratização do país e que se consolidou com a Constituição Cidadã de 1988”, finaliza.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s