Funcionário da Celpe é assassinado a tiros e outro fica ferido durante inspeção em São Lourenço da Mata

Um funcionário da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi assassinado a tiros e outro ficou ferido enquanto trabalhavam em uma inspeção, na tarde desta segunda-feira (7), em São Lourenço da Mata, no Grande Recife. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que eles foram até um estabelecimento comercial para realizar o corte de eletricidade .

O crime ocorreu na Avenida Oito de Maio, no bairro de Chã de Tábua. Os homens estavam dentro do carro da Celpe quando foram atingidos por disparos de arma de fogo. Ejanilson Severino Batista morreu no local e Wellington José Cardoso foi socorrido.

O trabalhador foi levado para o Hospital Petronila Campos, em São Lourenço, e depois transferido para o Hospital Otávio de Freitas (HOF), no Recife. Segundo o HOF, o paciente deu entrada às 14h55 com perfuração por arma de fogo.

“Ele está internado e seu estado de saúde é considerado estável. O paciente está consciente e orientado, recebendo todos os cuidados necessários para sua recuperação”, disse o hospital, em nota.

Também por nota nota, a polícia disse que dois homens desconhecidos chegaram em uma motocicleta e realizaram disparos de arma de fogo contra as vítimas. “As investigações foram iniciadas de imediato e seguem até total elucidação do crime”, informou.

A Celpe informou que os funcionários eram responsáveis pelo serviço de inspeção. O trabalho consiste em fiscalizar medidores de energia, o gasto de energia das residência e também o funcionamento das redes elétricas.

A empresa lamentou o que aconteceu com os funcionários. Na nota, afirmou que “condena, veementemente, qualquer conduta violenta, sobretudo que atente contra a vida”. A empresa também afirmou que está prestando apoio à família da vítima e ao colaborador hospitalizado.

As marcas de pelo menos nove disparos podem ser vistas no veículo da Celpe que era usado pelos funcionários. As investigações foram iniciadas pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). O delegado Victor Leite esteve no local do crime, mas não quis falar com a imprensa.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s