Em nova semana, CPI da Covid deve ouvir ex-governador do Rio

Dando seguimento às atividades da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, os nomes aguardados para a 7ª semana da CPI são do ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campelo; o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; o empresário Carlos Wizard; e os médicos Ricardo Dimas Zimmermann e Francisco Eduardo Cardoso Alves.

Primeiro oitiva da semana, o ex-secretário Marcellus Campelo está previsto para depor na próxima terça-feira. Alvo de operação da Polícia Federal, Campelo foi preso na última semana por suspeita de favorecimento a empresários no aluguel de hospital de campanha no Amazonas. Após sair da prisão, Marcellus Campelo, até então secretário de Saúde, pediu exoneração do cargo. Ele também é peça-chave para a elucidação de informações sobre o colapso de oxigênio no estado, ocorrido no início deste ano.

Depoimento aguardado, Wilson Witzel (PSC-RJ) é o nome que prestará esclarecimentos à CPI na quarta-feira. Antigo aliado do governo Bolsonaro, a expectativa é que o ex-governador do Rio de Janeiro assuma uma postura que desfavoreça o governo federal. Crítico às posturas do Planalto no combate à pandemia, Witzel tem classificado tais condutas como “negacionistas”. Wilson Witzel, primeiro governador a ser cassado no país, sofreu impeachment após investigação da Polícia Federal atestar desvios de recursos da saúde em sua gestão durante a pandemia.

Na quinta-feira, é a vez do empresário Carlos Wizard prestar depoimento. Chegou a ser cogitado pelos integrantes da CPI uma condução coercitiva do empresário, já que este se negava a responder às solicitações da Comissão. Por morar em Orlando, na Flórida, Wizard havia alegado que não poderia comparecer ao colegiado para prestar depoimento. Nos bastidores, Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, sinalizou contrário ao que o empresário afirmou. Disse que ele estará na Comissão no dia marcado. Informou também que as tratativas para trazê-lo já estão em sua fase final. Ou seja, muito possivelmente o empresário depõe na CPI.

Encerrando a semana, os médicos Ricardo Dimas Zimmermann e Francisco Eduardo Cardoso Alves foram convocados à CPI da Covid e devem se apresentar ainda na sexta-feira. A convocação deles se dá pelo fato de terem pregado tratamento precoce contra a covid-19 na base de ivermectina e Cloroquina, ambos sem comprovação de eficácia. De acordo com relatórios da Comissão, por serem defensores de um suposto tratamento precoce contra o novo coronavírus e utilizarem seus postos de profissionais da saúde e redes sociais para propagar o “kit covid”, eles precisam depor.

Agenda:
15/06 – Marcellus Campelo
16/06 – Wilson Witzel
17/06 – Carlos Wizard
18/06 – Ricardo Dimas Zimmermann e Francisco Eduardo Cardoso Alves

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s