Bolsonaro perde mais de 13,5 mil seguidores no Twitter após checagem de contas suspeitas

Do início da segunda-feira até o momento, o presidente Jair Bolsonaro perdeu mais de 13,5 mil seguidores no Twitter. Segundo o site Social Blade, que monitora as redes sociais, Bolsonaro começou o dia com 6.810.731 e, no início da tarde, eram 6.797.197 contas o acompanhando.

A explicação para a queda foi dada pelo próprio Twitter. A rede social informou que, “com o objetivo de proteger a integridade e a legitimidade de conversas em seu serviço”, faz uma espécie de “limpeza” global de contas com comportamentos suspeitos. Nestes casos, é comum que contas comandadas por robôs sejam suspensas.

Outros perfis também registraram quedas. O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub disse ter perdido mais de 10 mil seguidores. Segundo explicação do Twitter, a medida que estes perfis bloqueados apresentem a confirmação de que são autênticos, eles serão reativados.

Segue o posicionamento no Twitter.

Com o objetivo de proteger a integridade e a legitimidade de conversas em seu serviço, o Twitter regularmente solicita que contas com comportamentos suspeitos em todo o mundo confirmem detalhes como senha ou número de celular, comprovando que existe uma pessoa por trás delas.

Até que cumpram essa etapa de confirmação, as contas ficam temporariamente desabilitadas, com funcionalidades limitadas, e deixam de entrar no cálculo para contagem de seguidores. Isso significa que esse número pode oscilar quando fazemos essas checagens regulares globalmente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s