Bolsonaro se irrita, manda repórter calar a boca e ataca Globo e CNN

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se irritou hoje com uma pergunta de uma repórter da Rede Vanguarda, afiliada da TV Globo no Vale do Paraíba (SP) e região, e voltou a fazer ataques à emissora, que chamou de “canalha”. Ele foi questionado por que não usava máscara quando chegou para cumprir agenda em Guaratinguetá (SP), e, aparentemente nervoso, mandou a jornalista “calar a boca”.

“Para de tocar no assunto. Você quer botar… Me botem. Vai botar agora? Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Você está feliz agora? Essa Globo é uma m… de imprensa! Vocês são uma porcaria de imprensa! Cala a boca!“, reagiu Bolsonaro contra a repórter Laurene Santos.

Vocês são uns canalhas! Vocês fazem um jornalismo canalha! Canalhas que não ajudam em nada, vocês não ajudam em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira. Vocês não prestam! A Rede Globo não presta! É um péssimo órgão de informação. (…) Você [Laurene] tinha que ter vergonha na cara em se prestar a um serviço porco que é esse que você faz na Rede Globo”. Jair Bolsonaro, à repórter da Rede Vanguarda.

O presidente também fez críticas à CNN Brasil por supostamente “elogiar” as manifestações contra o governo ocorridas no último fim de semana, em diversas cidades do país. “Jogaram fogos de artifício em cima de vocês e vocês elogiaram ainda”, afirmou, em referência ao caso do repórter Pedro Duran, alvo de agressões durante ato bolsonarista no Rio de Janeiro, em 23 de maio.

Bolsonaro estava de máscara no início da entrevista, mas retirou a proteção após a pergunta, ignorando o decreto do governo de São Paulo que obriga o uso de máscara em locais públicos, sejam eles a céu aberto ou fechados.

Pouco depois, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que estava ao lado de Bolsonaro e usava máscara, também retirou a proteção.

Em nota publicada nas redes sociais, a Rede Vanguarda se solidarizou com a repórter Laurene Santos, “que estava apenas fazendo seu trabalho”, e repudiou a postura do presidente, “que tirou a máscara durante a entrevista para agredir verbalmente com palavrões a jornalista“.

Após o ocorrido, a Globo emitiu um comunicado repudiando a atitude de Bolsonaro: “A Globo e a TV Vanguarda repudiam o tratamento dado pelo presidente à repórter Laurene Santos, que cumpria apenas o seu dever profissional. Não será com gritos nem intolerância que o presidente impedirá ou inibirá o trabalho da imprensa no Brasil. Esta, ao contrário dele, seguirá cumprindo o seu papel com serenidade. À Laurene Santos, a irrestrita solidariedade da Globo e da TV Vanguarda“.

Confira o vídeo:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s