PE: indicadores da Covid-19 caem pela terceira semana seguida

Pela terceira semana consecutiva, Pernambuco apresentou redução dos indicadores da Covid-19, de acordo com informações repassadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). A semana epidemiológica 24, a última encerrada, teve 1.395 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), menor número desde o mês de março. Em comparação com a semana 23, a redução de 21%. Até mesmo na 3ª Macrorregião, que era a região mais preocupante, também houve queda nos casos de SRAG de 21% em uma semana e 23% em 15 dias.

Seguindo essa tendência, a solicitação por leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) também apresentou redução, coincidentemente, com o mesmo percentual de queda dos casos de SRAG: 21% – e 23% em duas semanas. Com isso, pela 1ª vez em 7 meses, desde novembro do ano passado, a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva está abaixo de 80%. 

Apesar da tendência de queda nos indicadores, o secretário André Longo ressaltou que a população precisa ficar atenta para evitar um novo recrudescimento da doença e alertou para os cuidados durante os festejos juninos. Ele, inclusive, citou a grande quantidade de veículos transitando na Avenida Abdias de Carvalho no final da tarde, no bairro da Torre, principal corredor para as cidades do interior.

”Nos deixa preocupado o que acabamos de ver na Abdias de Carvalho, com todo mundo descendo para o interior, onde os níveis de contaminação estão um pouco maiores. Quem está indo que tenha consciência de evitar festas e grandes encontros, mesmo em locais privados, ponde possa haver aumento de contaminação. Cuidado com os deslizes nesse fim de semana. A gente sabe que o preço da falta de cuidado poderá ser um recrudescimento da doença em 15 dias e com mais pessoas internadas e mais pressão sobre o sistema de saúde, gerando novas filas de espera por leitos”, pontuou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.

Ele voltou a bater na tecla de que os números positivos não significam que o jogo está ganho. Inclusive, mesmo com a queda na taxa de ocupação dos leitos de UTI lembrou que ainda há muita gente internada e em estado grave. “Apesar de animadores, os indicadores não significam que vencemos a pandemia. O vírus continua entre nós e, neste momento, 1.750 pessoas estão internadas, lutando pela vida, em leitos de UTI das redes pública e privada. Assim como já vimos em outros momentos, o comportamento negligente no São João poderá cobrar seu preço. Comemore esta noite de São João com segurança, porque só protegendo a vida, poderemos superar a pandemia e seguir em frente”, disse o secretário. 

Apesar do início da vacinação dos profissionais da educação, não há uma previsão para as aulas retornarem exclusivamente no formato presencial. André Longo ressaltou o sucesso da imunização no ensino básico, com a quantidade de pessoas vacinadas com a primeira dose acima do previsto, chegando a 126 mil pessoas. “Chegamos a mais de cem por cento, foi um público maior do que estava previsto. Agora estamos buscando atingir a meta no ensino superior, que nesse momento está com 66,8% (17.422) do pessoal vacinado com primeria dose. Mas ainda é cedo para se falar em ensino presencial. Com o decorrer do processo de vacinação,. no futuro poderemos falar dessa retomada do ensino presencial”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s