Daniel Silveira diz em depoimento à PF que cachorro roeu carregador da tornozeleira eletrônica

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) prestou depoimento nesta quinta-feira (15) à Polícia Federal no qual apresentou razões pelas quais descumpriu dezenas de vezes a ordem de usar tornozeleira eletrônica, o que motivou a volta dele à prisão.

Silveira estava em prisão domiciliar, mas, no mês passado, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, voltou para a cadeia em razão de desrespeitar reiteradamente o uso da tornozeleira. Ele responde a processo por ataques aos ministros do STF. Na ocasião em que determinou a volta do deputado à cadeia, Alexandre de Moraes afirmou na decisão que o deputado demonstrava “total desprezo pela Justiça”.

Entre as justificativas que apresentou para as faltas em relação ao uso da tornozeleira, Silveira afirmou que o cachorro roeu o carregador do equipamento; que o uso de um antiinflamatório provocava muito sono — o que o impedia de carregar o aparelho — e que há frequentes interrupções do fornecimento de energia em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, onde mora.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s