Com disparada de casos e internações por Covid, Rio volta a abrir leitos de UTI

Chamado de “epicentro da Covid” pelo prefeito Eduardo Paes (PSD) nesta sexta-feira (13), o Rio de Janeiro acumula uma série de números que indicam uma escalada geral da pandemia do coronavírus, com o avanço da variante delta e o relaxamento das medidas de restrição nas ruas.

Com isso, tanto o estado quanto a capital decidiram agora reabrir leitos exclusivos para a doença. O município tem usado os dados para pedir que o governo Jair Bolsonaro (sem partido) faça o mesmo nos hospitais federais e priorize o envio de vacinas.

“O epicentro da pandemia no Brasil em relação ao aumento de casos é o Rio. O que aconteceu em todos os momentos em que esse epicentro esteve no Maranhão, em Manaus, no Rio Grande do Sul? Se entendeu que tinha que mandar mais doses”, pressionou Paes em entrevista coletiva.

Os fluminenses encabeçam uma tendência de piora em todo o país e são a principal preocupação de pesquisadores em saúde pública neste momento —seguidos por outros estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste em geral, que já não estão mais em queda.

Casos, internações, atendimentos em unidades de saúde e ocupação de UTIs: todos esses indicadores estão em alta no RJ, mesmo com o avanço da vacinação, que chegou a parar por dois dias e foi retomada nesta sexta para os que têm 24 anos. Filas de espera por leitos também começam a aparecer de novo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s