Desacordada após se engasgar com líquido, criança de 1 ano é salva pela PM: ‘foi Deus quem colocou a gente lá’, diz soldado

Uma criança de 1 ano e 11 meses foi salva por uma equipe da Polícia Militar depois de se engasgar com um líquido que tinha ingerido. O caso aconteceu em Olinda, quando os policiais encontram a mãe e o menino, que já estava desacordado.

Foi Deus quem colocou a gente lá, na hora certa e no lugar certo”, disse o soldado Wellington Firmino Vieira.

O soldado afirmou que fui uma ação muito rápida. “A gente pensa logo nos filhos da gente e corre para salvar. Se a gente não estivesse lá, talvez, ele não conseguisse nem chegar ao hospital”, declarou.

O soldado participou do salvamento com o cabo Antônio Correia, da Companhia Independente de apoio ao Turista (Ciatur).

Segundo a PM, a equipe fazia rondas no bairro do Varadouro, na noite de quinta (19), quando foi acionada para a ocorrência, na comunidade V-8. “A comunidade é de difícil acesso. Até para entrar carro é ruim”, lembrou Wellington.

Quando o cabo e o soldado chegaram ao local, viram a mãe, Kaligia Melo, e o pai, Fábio, que estava com a criança nos braços, na Avenida Joaquim Nabuco. Eles pediram ajuda para salvar João Victor.

“Eles disseram que o menino estava sufocado e não conseguia respirar. Fomos ao hospital e ficamos até ele ficar estabilizado”, afirmou o cabo Correia.

O menino, segundo a polícia, já apresentava mudança na tonalidade da pele, por causa do sufocamento.

O PM disse que fez um procedimento para desobstrução de vias aéreas. É a manobra de Heimlich, usada em ambiente pré-hospitalar.

Com ela, a pessoa que está realizando o salvamento usa as mãos para fazer pressão sobre o diafragma da pessoa engasgada. Isso provoca uma tosse forçada e que faz com que o objeto seja expulso dos pulmões.

Com o procedimento, a criança voltou a respirar e foi levada ao Hospital Tricentenário, em Olinda, para o atendimento com um especialista.

Depois de chegar a essa unidade, Wellington disse que recebeu a informação de que o menino precisaria ser transferido para o Hospital Barão de Lucena, na Zona Oeste do Recife.

“A criança tem asma e precisou ficar sob cuidados médicos. Quando a gente fez procedimento, saiu líquido, mas a asma agravou a situação. No hospital, o menino foi colocado no oxigênio”, comentou.

O soldado disse, ainda, que no sábado (21) estará de plantão e vai procurar os pais da criança para saber o estado de saúde dela.

Para o cabo Correia, a ação que ajudou o menino será difícil de esquecer. “É inexplicável o sentimento de salvar uma criança. A gente que é pai sente ainda mais isso”, declarou.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s