Evento com ministro da Educação tem protesto de estudantes e confusão com a PM em Nova Odessa

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, esteve, neste sábado (21), em um evento em Nova Odessa (SP) com os representantes dos governos municipais da região. Um grupos de estudantes fez um protesto contra o titular da pasta do lado de fora e foi retirado a força pela Polícia Militar do portão do local. 

O encontro ocorreu no Ginásio de Esportes do Jardim Santa Rosa, onde normalmente é feita a vacinação contra a Covid-19 no município. Excepcionalmente, neste sábado a imunização foi suspensa.

Antes da chegada do ministro ao ginásio, representantes de organizações estudantis se reuniram para o ato. Os manifestantes pediam mais oportunidades nas universidades e garantia de acesso à internet para alunos de baixa renda que tiveram o ensino prejudicado durante a pandemia.

“Nós gostaríamos muito que ele estivesse nos recebendo no prédio do Ministério da Educação para uma reunião. Somos estudantes, não somos lixo, não somos ameaça. Mas ele nega a nos receber, então nós estamos aqui pra ver se ele passa a escutar os estudantes”, afirmou Rozana Barroso, presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).

Recentemente, o ministro afirmou que a “universidade deveria, na verdade, ser para poucos”. Ele defendeu que as verdadeiras “vedetes” (protagonistas) do futuro sejam os institutos federais, capazes de formar técnicos.

O ministro chegou de máscara ao encontro com prefeitos e secretários da região, mas retirou o objeto durante o evento.

Após a entrada de Milton Ribeiro no ginásio, os estudantes que estavam do lado de fora, no portão, foram retirados a força pela Polícia Militar. Vídeos mostram o momento do confronto entre manifestantes e policiais.

A assessoria do Ministério da Educação afirmou que em nenhum momento pediu a retirada dos manifestantes.

Em sua fala durante o evento, o ministro da Educação falou sobre a manifestação dos estudantes, o que chamou de “bagunça”. “Eu tenho certeza que nenhum desses meninos barulhentos pertencem às cidades de vocês. Estão estudando. Gente que estuda não tem tempo de fazer bagunça”, afirmou.

Milton Ribeiro também disse que a manifestação foi de alunos que não querem estudar. “Se eu estivesse falando que as escolas tinham que estar fechadas, talvez muita gente não viria reclamar de mim, mas eu quero as escolas abertas.”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s