Bolsonaro minimiza pandemia e quer fim da obrigatoriedade de máscaras

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o Ministério da Saúde avalia retirar a obrigatoriedade do uso de máscaras faciais no país. O mandatário disse que o vírus da covid-19 veio para ficar e que também não irá obrigar ‘ninguém a se vacinar’. A medida é contrária ao alerta de especialistas, que apontam um grande risco de uma terceira onda de infecções pelo novo coronavírus.

A declaração foi dada nesta terça-feira (24), em entrevista à rádio Farol, de Alagoas. “Estamos na iminência de, via Ministério da Saúde, não mais sugerir o uso de máscara, que passe a ser opcional. Agora, as vacinas foram uma realidade. Nenhum governador comprou uma dose sequer. Todas as doses foram compradas pelo governo federal”, disse.

Há 5 dias, Bolsonaro voltou a afirmar que a pandemia “está chegando ao fim”. O Brasil se aproxima de 575 mil mortes pela covid-19, e totaliza mais de 20,5 milhões de casos confirmados desde março do ano passado. “Esperamos, até o final de novembro, todos os voluntários. Para nós, a vacinação é para quem for voluntário, da nossa parte, não obrigaremos ninguém a tomar vacina”, disse, minimizando a pandemia.

Durante a entrevista, mandatário também afirmou que metade da população brasileira foi vacinada. No entanto, os dados oficiais mostram que, até o momento, apenas 26,2% dos adultos foram imunizados contra a doença — o que representa 55 milhões de pessoas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s