Faltará vacina contra Covid se estados não seguirem plano federal, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, criticou nesta quarta-feira (25) o que chamou de “demagogia vacinal” e disse que, caso estados não sigam as orientações do Programa Nacional de Imunizações para a campanha de vacinação contra a Covid, podem faltar doses.

Para ele, é preciso defender a “soberania” do programa.

Somos uma grande nação, temos 26 estados e Distrito Federal, mais de 5.570 municípios e secretários de muita qualificação técnica. Mas se cada um quiser criar um regime próprio, o Ministério da Saúde lamentavelmente não terá condições de entregar doses de vacinas”, disse.

“Se cada um quiser fazer seu próprio regime, não vai dar. Não adianta ficar noticiando na imprensa que ministério atrasou e faltou dose. Se for diferente, vai faltar dose mesmo, e não vale ir para a Justiça. O direito de ir para a Justiça é um direito universal, mas o juiz não vai assegurar dose que não existe”, afirmou.

As declarações ocorreram em entrevista coletiva para comentar a decisão de ofertar uma dose de reforço para idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos (como pacientes transplantados). Em nota divulgada mais cedo, a pasta informou que a previsão é que isso ocorra na segunda quinzena de setembro.

Horas depois, o governador paulista, João Doria (PSDB), anunciou que a oferta de um reforço no estado ocorrerá para a população acima de 60 anos a partir de 6 de setembro.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s