Novo apagão deixa 13 dos 16 municípios do Amapá sem energia

Diversos bairros de Macapá e municípios do interior do Amapá registraram queda simultânea de energia na manhã desta quarta-feira (25). A interrupção no serviço começou por volta de 10h10 e a eletricidade começou a ser retomada cerca de meia hora depois em alguns locais, porém moradores relataram ao G1 instabilidade na rede.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), que distribui o serviço no estado, informou que a queda atingiu 13 dos 16 municípios, os mesmos que ficaram no escuro no grande apagão de 3 de novembro, que deixou o estado com limitação no fornecimento por 22 dias.

Segundo a CEA, a eletricidade foi retomada 100% em todas as cidades às 12h10. A queda aconteceu após uma falha na comunicação com o Sistema Interligado Nacional (SIN).

“A situação está sendo investigada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) que deve emitir comunicado oficial da ocorrência. A Companhia está atuando no momento na recomposição dos sistemas para restabelecer o fornecimento em Macapá e demais cidades atingidas”, justificou, em nota, a companhia.

Na capital, todas as zonas registraram falta de luz. As únicas cidades sem suspensão no fornecimento são aquelas que têm sistema isolado: Oiapoque, no extremo norte, e Laranjal e Vitória do Jari, no extremo sul.

A concessionária Linhas de Macapá Transmissora de Energia, responsável pelas linhas de transmissão para o estado, que inicialmente se pronunciou informando que operava “normalmente”, retificou nota esclarecendo que “hoje, durante uma manutenção preventiva na subestação Macapá houve uma interrupção de poucos minutos no funcionamento de uma das instalações, que já foi normalizado”.

Na nova nota, justificou ainda que “problemas pontuais, como o ocorrido, não deveriam ocasionar o desabastecimento de energia na região”, frisando que:

A usina de Coaracy Nunes está conectada diretamente na subestação da distribuidora local, sem passar pelas linhas de transmissão operadas pela LMTE, logo, parte da carga que atende os consumidores locais não tem qualquer interseção com as instalações da LMTE.
A segurança energética do SIN, do qual faz parte o Estado do Amapá, inclui a avaliação – por parte dos órgãos de planejamento e fiscalização do setor elétrico e não da concessionária – sobre a necessidade de instalação de sistemas redundantes de geração e transmissão para suprir o abastecimento em eventuais perdas de conexão com o sistema interligado.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s