CPI: empresário diz que não viu ‘pedido de vantagem indevida’ em suposto jantar da propina

O empresário José Ricardo Santana, depoente da CPI da Covid nesta quinta-feira (26), disse que não presenciou “pedido de vantagem indevida” durante o jantar em que, segundo denúncias, foi pedida propina em negociação de vacinas entre o governo e intermediários.

Quem relatou pedido de propina foi o policial militar Luiz Paulo Dominghetti, que já foi ouvido pela CPI.

Dominghetti se diz representante de uma empresa intermediária para venda de vacina, e foi a Brasília negociar com o governo federal.

No mês passado, ele contou à CPI que se encontrou em um restaurante da capital federal com o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias. Nessa ocasião, Dias estava acompanhado de Santana.

Segundo Dominghetti, o ex-diretor pediu propina de US$ 1 para cada uma das 400 milhões de doses que eram negociadas. A venda não foi fechada. A AstraZeneca diz que não vende doses por intermediárias.

No restaurante, Dominghetti estava acompanhado do tenente Blanco, que já havia trabalhado na Saúde e sabia que encontraria Dias no estabelecimento. Santana conta que os dois estiveram com ele e Dias por alguns minutos e depois foram embora.

“Eu não sei qual foi o desfecho da conversa. Sei que foi um encontro, e eles foram embora. Não tenho mais lembranças sobre esse encontro”, relatou Santana. “Eu não presenciei nenhum pedido de vantagem indevida”, completou.

Segundo ele, Dominghetti demonstrava não ter conhecimento na área de saúde.

“Não me lembro os pontos tratados, mas estávamos falando amenidades, me lembro que o representante, Luiz Paulo Dominghetti, claramente não fornecia amplo conhecimento na área da saúde.”

Ainda de acordo com Santana, ele e Dias tinham combinado previamente de se encontrar.

“Eu tinha um encontro com o Roberto Dias, nós estávamos sentados à mesa e posteriormente houve a chegada de mais duas pessoas. Essa foi a dinâmica. Não sei precisar quanto tempo ficaram conosco, acredito que uns 20 minutos e foi isso”, contou o depoente.

Eu tinha um encontro agendado com o Roberto Dias. Não lembro quem tomou a iniciativa, mas nós tínhamos combinado de se encontrar”, continuou Santana.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s