Furacão Ida atinge a costa dos Estados Unidos

O furacão Ida atingiu a costa dos Estados Unidos neste domingo (29) e provocou uma considerada tempestade extremamente perigosa de categoria 4. Ele tocou o solo do estado da Louisiana pouco depois do meio-dia local (14h de Brasília).

O Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla original) alertou para danos catastróficos que podem ser provocados por ventos e inundações perigosas (veja imagens abaixo). São esperados cortes de energia prolongados na região.

Na Louisiana, mais de 700 mil pessoas já estavam sem eletricidade na noite deste domingo, segundo o site PowerOutage.US. Só em Nova Orleans, esse número passou de 172 mil.

“O extremamente perigoso furacão Ida, de categoria 4, toca o solo perto de Port Fourchon [160 km ao sul de Nova Orleans], Louisiana”, reportou o órgão. O Ida chegou ao sul da costa americana exatamente 16 anos depois da passagem do Katrina, que devastou a região em 2005.

As chuvas fortes já vinham afetando desde a manhã as ruas desertas de Nova Orleans, onde moradores colocaram tapumes nas janelas e fizeram bloqueios com sacos de areia. O Porto Fourchon foi diretamente afetado por ventos de aproximadamente 240 km/h.

Localizado no Golfo do México, Fourchon é a base terrestre do Louisiana Offshore Oil Port (LOOP), maior terminal de petróleo bruto de propriedade privada dos EUA, que interrompeu as entregas antes da chegada da tempestade. Isso porque as previsões indicaram possíveis impactos em suas áreas operacionais.

O governador da Louisiana, John Bel Edwards, disse que o Ida provocaria uma das maiores tempestades a atingir o estado desde a década de 1850.

“Não há dúvida de que os próximos dias se semanas serão extremamente difíceis”, disse Edwards neste domingo, acrescentando que algumas pessoas terão de permanecer refugiadas por até 72 horas. “Encontre o ambiente mais seguro da sua casa e fique ali até que a tempestade tenha passado”, escreveu ele em uma rede social.

Edwards também demonstrou preocupação com o fato de os leitos hospitalares já estarem ocupados por pacientes com Covid, o que poderia tornar o quadro ainda mais difícil.

O presidente Joe Biden considerou Ida “uma tempestade que ameaça vidas” e que “continua devastando tudo aquilo com o que faz contato”. Após uma reunião com encarregados federais de gestão de emergências, ele pediu que qualquer pessoa que esteja no caminho do furacão procure abrigo imediatamente e siga as recomendações oficiais.

Em meio às advertências urgentes sobre possíveis danos catastróficos, a maioria dos moradores seguiu as recomendações das autoridades de deixar a região. Um recorde de pessoas engarrafaram as rodovias de saída de Nova Orleans às vésperas da chegada de Ida.

Em uma localidade do leste de Nova Orleans, na manhã deste domingo alguns moradores faziam preparativos de última hora. “Não estou certo de estar preparado”, disse Charles Fields, de 60 anos, ainda levava para dentro de casa seus móveis de jardim. “Mas teremos que enfrentá-lo.”

Em 2005, o Katrina inundou a casa de Fildes – a água atingiu 3,3 metros. “Vamos ver como aguenta desta vez“, afirmou.

A previsão é que o Ida se encaminhe rumo ao nordeste na manhã desta segunda-feira (30).

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s