Agentes da Anvisa entram em campo e jogo entre Brasil e Argentina é suspenso

Agentes da Anvisa e da Polícia Federal entraram em campo neste domingo (5), na Neo Quimica Arena, para retirar quatro jogadores da Argentina, minutos depois da seleção iniciar a partida perante o Brasil, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022, no Catar. O quarteto, formado pelo goleiro Emiliano Martinez, os meia Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero, deveriam ter cumprido quarentena após passarem pelo Reino Unido, mas desrespeitaram às normas. O confronto foi suspenso.

A Conmebol e a CBF entraram em contato com Governo Federal para administrar a situação e conseguiram, inicialmente, fazer os atletas entrarem em campo, mas a Anvisa não aceitou a postura e solicitou a saída do grupo. Os argentinos só poderiam ter entrado no país para o jogo das Eliminatórias após 14 dias fora dos locais sob restrição.

“Eles, ao chegarem em território nacional, apresentam a declaração de saúde do viajante. Neste documento não falava que eles passaram por um dos três países que estão restritos, justamente para a contenção da pandemia. Mas depois foi constatado que eles passaram pelo Reino Unido. Foi constatado entre ontem de noite e hoje. Chegamos nesse ponto porque tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Eles tiveram orientação para permanecer isolados para aguardar a deportação. Mas não foi cumprido. Eles se deslocam até o estádio, entram em campo, há uma sequência de descumprimentos”, disse o dirigente da Anvisa, Antônio Barra Torres, em entrevista à Rede Globo.

“Chegamos nesse ponto porque tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Eles tiveram orientação para permanecer isolados para aguardar a deportação. Mas não foi cumprido. Eles se deslocam até o estádio, entram em campo, há uma sequência de descumprimentos”, completou o diretor.

Segundo a Anvisa, os atletas deram informações falsas e ocultaram que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias. Viajantes que passaram recentemente por este e mais alguns locais (África do Sul, Irlanda do Norte e Índia) não podem entrar no Brasil, conforme regra adotada pelo governo Jair Bolsonaro para evitar a disseminação de variantes da Covid-19.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s