Sem citar ministros do STF, Bolsonaro diz que Brasil não pode ficar refém de ‘uma ou duas pessoas’

Minutos antes da cerimônia de hasteamento da bandeira, no Palácio do Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro voltou a citar indiretamente os ministros do STF Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, que devem ser alvos de seus discursos nos atos desta terça-feira (7).

“Nosso país não pode ficar refém de uma ou duas pessoas, não interessa onde elas estejam. Ou entram nos eixos ou serão simplesmente ignoradas da vida pública. Este é meu trabalho”, disse Bolsonaro, em transmissão feita em sua rede social. “Vou continuar jogando dentro das quatro linhas, mas a partir de agora não admito que outras pessoas, uma ou duas, joguem fora. A regra do jogo é uma só, o respeito à nossa Constituição”, afirmou.

O presidente disse que vai discursar na Esplanada dos Ministérios por volta de 10h15 e na Avenida Paulista, entre 15h30 e 16h.
“Não é o dia do presidente, de nenhum político ou autoridade. Hoje é dia do povo brasileiro, que vai nos dar um norte, para onde o Brasil deve ir. Apenas hoje quero ser o porta-voz de vocês”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s