Caminhoneiros prometem greve nacional de 15 dias a partir de segunda (1º/11) e dizem estar mais organizados do que em 2018

O Brasil ainda vive à sombra do medo de uma greve de caminhoneiros como aquela que aconteceu em 2018 e que provocou paralisação de praticamente todos os setores econômicos durante duas semanas. Apesar de, desde então, nunca ter havido uma segunda edição de movimento paradista tão forte quanto aquele, alguns segmentos da categoria já tentaram algumas vezes parar o Brasil novamente. Agora, com sucessivas altas nos preços dos combustíveis, especialmente do diesel, alguns grupos de caminhoneiros prometem parar durante 15 dias, a partir da próxima segunda-feira (1º).

A greve é convocada por associações de motoristas de caminhão, como, por exemplo, a Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava). “O que posso te garantir é o seguinte: estamos muito mais organizados do que em 2018”, disse o presidente da Abrava, Wallace Landim, o Chorão, um dos organizadores da manifestação de 2018, em entrevista ao portal Poder 360.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s