Prefeitura de SP não vai seguir portaria de Bolsonaro e continuará demitindo não vacinados

Consultada pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB), a Procuradoria-Geral do Município disse entender que a portaria do Ministério do Trabalho que proíbe a demissão e a não contratação de quem se recusa a tomar vacinas para a Covid-19 não se aplica a SP.

Para a procuradoria, a administração de São Paulo tem regras de regime jurídico próprio que não são afetadas pela portaria. Por isso, a gestão Nunes continuará a exonerar funcionários que estão contra a lei paulistana que obriga a vacinação para trabalhadores da prefeitura.

A portaria foi publicada quatro dias após a Prefeitura de SP começar a exonerar funcionários comissionados, como mostrou o Painel.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s