‘Quanto mais conhecimento, mais a gente evolui’, diz idoso de 77 anos que faz Enem pela 1º vez em Salvador

Aposentado, o ex-servidor federal Evaldo Paixão, de 77 anos, acordou cedo para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (21), em Salvador. Ele diz que a inscrição foi no último dia e por impulso, mas o objetivo é estar sempre em atividade e não “deixar a mente parada”.

Evaldo, que faz a prova no Colégio Manoel Novaes, no bairro do Canela, ainda não sabe o que quer cursar na universidade, mas a decisão será de acordo com a nota no exame.

De uma coisa ele tem certeza: gosta de trabalhar com liderança de equipes. Ressalta ainda que nunca é tarde para estudar ou trabalhar. Nesse novo desafio, ele contou com o apoio da esposa e dos 10 filhos.

“Nunca é tarde, eu acredito muito nisso. Quanto mais a gente ganha conhecimento, mais a gente evolui”, revela.

Apesar de não ter passado maior parte do tempo estudando, Evaldo acredita que vai ter um bom desempenho, levando em conta estar antenado no que acontece pelo mundo, além do conhecimento que adquiriu nos quase 40 anos de profissão.

Assim como Evaldo, o porteiro José Carlos, de 60 anos, reforça: “Não existe idade para o conhecimento”. Ele também faz aprova pela primeira vez.

José Carlos terminou o ensino médio ano passado, durante a pandemia da Covid-19, através de um projeto do Sesi, em Salvador. Ele revela que fazer o Enem é importante para que ele possa testar seus conhecimentos.

Além disso, pretende realizar o sonho de cursar psicologia. Para isso, ele segue na busca de conciliar trabalho aos estudos.

“Eu aprendi a organizar meus horários e a me disciplinar”, conta.

Os idosos marcaram presença no Colégio Manoel Novaes, em Salvador, mas também teve a galera que está no último ano do ensino médio. Ana Beatriz Lopes, 18 anos; Marina Morena, 17 anos; Artur Moura, 18 anos; Julia Leite,17 anos; Felipe Miranda, 17 anos e Geovana Ribeiro, 18 anos, fazem parte de um grupo de amigos e estudam na mesma escola.

Todos fizeram a prova no mesmo colégio e ressaltam que a união traz apoio e segurança. Há que esteja com dúvida do curso que vai escolher, mas a maioria optou por medicina, os demais escolheram os cursos de arquitetura, nutrição e sistema da informação.

Além dos inéditos do Enem, tem quem vai fazer o exame novamente. É o caso da estudante de serviço social Laís Espínola, de 28 anos. Ela já está concluindo o curso, mas quer mudar de profissão antes mesmo de ingressar no mercado de trabalho.

“Eu vou concluir [serviço social], mas não sei ainda o que eu quero fazer, só que sei que vou fazer outra coisa”, destaca.

Sobre a prova deste domingo ela acredita que vai trazer temas bons a serem desenvolvidos e não terá tanta dificuldade.

“Acho que para a galera que está saindo do ensino médio é a prova da vida, primeira vez e isso causa bastante nervosismo. Pra mim não, estou fazendo para viver novamente uma experiência de faculdade, então estou tranquila”, concluiu.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s