Sobe para 340 o número de pessoas desabrigadas por causa de enchentes no Tocantins

O número de pessoas desabrigadas por conta das enchentes no Tocantins subiu para 340 nesta segunda-feira (3). Segundo a Defesa Civil, já são 798 impactados entre desalojados, desabrigados, resgatados, retirados das casas ou afetados de alguma outra forma.

A situação mais grave é em São Miguel do Tocantins, na região do Bico do Papagaio. O município que fica às margens do rio Tocantins, na divisa com o Maranhão, tem 404 pessoas afetadas. Do total, 198 pessoas estão desabrigadas. Neste domingo (3) eram 91.

Em todo o estado, 35 municípios afetados por cheias estão sendo monitorados.

Números atualizados:

São 340 pessoas desabrigadas, que precisaram sair das suas casas e foram levadas para abrigos públicos;
Outros 114 ficaram desalojados e precisaram ir para casa de parentes ou amigos;
368 pessoas precisaram ser resgatadas ou retiradas de áreas de risco, mas não precisaram de abrigo;
798 afetados: desalojados, desabrigados, resgatados, retirados ou afetados de alguma outra forma.

Desde o início das enchentes causadas por chuvas constantes registradas no estado, operações de resgate são realizadas. Neste domingo (3) várias famílias precisaram ser retiradas de casa em cidades do norte do Tocantins, como São Miguel, Sampaio e Esperantina e levadas para abrigos públicos, como igrejas, ginásios e escolas.

Várias cidades registram transtornos por causa das chuvas e uma pessoa morreu em consequência das enchentes no Tocantins – um morador de Arraias que tentou atravessar o rio São Domingos nadando e acabou sendo levado pela correnteza.

Os níveis dos rios subiram, alagando estradas e encobrindo praias, cachoeiras e portos utilizados por balsas. Famílias ficaram desabrigadas ou ilhadas, além de casas, plantações e carros que foram submersos.

Pelo menos quatro municípios do estado decretaram situação de emergência por causa das chuvas. Desde a última terça-feira (28) equipes percorrem áreas de matas e trechos alagados para entregar 2.050 cestas básicas a famílias impactadas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s