Ômicron não é apenas um resfriado comum, alerta OMS

A Organização Mundial da Saúde alertou, nesta terça-feira (4), que apesar de estudos indicarem que a ômicron causa uma Covid mais leve, a doença não é um resfriado comum.

O gerente de Incidentes da OMS, Abdi Mahamud, alertou: “Onde quer que a ômicron chegue, é questão de semanas para ela se tornar dominante”.

Ele deu o exemplo da Dinamarca, um dos países com a maior concentração de casos do mundo. Lá, a variante alfa levou cerca de duas semanas para dobrar o número de casos. A ômicron fez isso em apenas dois dias. E frisou:

“Mesmo com olhar histórico na literatura, nunca vimos um vírus tão transmissível em um surto”.

Abdi Mahamud destacou que estão surgindo mais e mais estudos indicando que a ômicron afeta especialmente a parte superior do aparelho respiratório, provocando sintomas mais leves, ao contrário de variantes anteriores, que afetavam os pulmões e provocavam pneumonias severas.

O gerente de incidentes da OMS disse que essa pode ser uma boa notícia, mas precisamos de mais estudos para comprovar isso. A certeza até aqui é da importância da vacinação.

Temos um bom número de estudos reforçando o que vimos da África do Sul: que a vacina protege contra hospitalizações, doenças graves e morte, e é para isso que elas foram desenvolvidas”, ressaltou.
Nas palavras dele, o desafio é fazer a vacinação alcançar as populações vulneráveis.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s