Com medo de novo colapso, AM adia aulas e convoca médicos para conter covid

Um ano após viver o ápice do colapso hospitalar após a falta de oxigênio em hospitais, Manaus enfrenta uma alta sem precedentes no número de casos de covid-19, com aumento de hospitalizações.

Para encarar o cenário e evitar um novo colapso, o governo do Amazonas decidiu adiar o início do ano letivo na rede pública e lançou hoje um edital de emergência para contratar médicos e profissionais de saúde para os hospitais. Além disso, grandes eventos estão suspensos em todo o estado.

Secretário de Saúde do Amazonas, o médico Anoar Samad reforça o pedido para que as pessoas se vacinem e avisa que, apesar da alta de casos, não houve registro de óbito por covid nas últimas 24 horas.

Manaus registra uma alta na média móvel de casos entre os dias 1° e 13 de janeiro. Somente ontem, foram 2.069 novos casos confirmados. Até o início do ano, esse número não passava de 20.

No estado, a média de 105 novos casos subiu para 952 —1.007% a mais. Assim como na segunda onda, entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, a alta começa pela capital.

“Já prevíamos um aumento exponencial de casos, mas não tão grande”, admite o secretário Samad.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s