Quatro estudantes da UFPR são presos suspeitos de lesão corporal e constrangimento a calouros durante trote

Quatro estudantes de medicina veterinária da Universidade Federal do Paraná (UFPR) do campus de Palotina, no oeste do estado, foram presos em flagrante nesta quinta-feira (31) suspeitos dos crimes de lesão corporal grave e constrangimento ilegal.

Os crimes investigados teriam sido cometidos durante um trote com calouros do curso.

O delegado Pedro Lucena investiga o caso e afirma que também serão apurados os crimes de tortura e cárcere privado, caso os calouros tenham sido obrigados a permanecer em algum local, por exemplo.

Cerca de vinte estudantes sofreram queimaduras após veteranos passarem nas vítimas um produto – ainda não identificado – que estava em garrafas de creolina. O caso foi registrado na noite desta quarta-feira (30) após as vítimas procurarem a polícia.

O material usado no trote foi apreendido pela polícia. Cabe à Justiça definir se os estudantes permanecerão presos.

A UFPR informou que abriu um processo para apurar a responsabilidade pelo fato e que a Pró-reitoria de Assuntos Estudantis está trabalhando no acolhimento das vítimas, junto com a direção do setor Palotina.

À polícia, as vítimas relataram que inicialmente tiveram que pedir dinheiro pelas ruas da cidade e depois foram levados para um terreno baldio e foram obrigados a se ajoelhar. Neste local o produto foi jogado no corpo deles.

Os estudantes sofreram queimaduras e primeiro e segundo grau. O caso mais grave foi de uma aluna que chegou a desmaiar ao inalar o produto usado pelos veteranos no trote. Ela recebeu alta na manhã desta quinta.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s