Chega a oito o número de mortos por temporal no RJ; Angra tem desaparecidos após maior chuva registrada

Menos de dois meses depois da tragédia que devastou Petrópolis, na Região Serrana do Rio, a Costa Verde, no litoral sul fluminense, foi fortemente atingida pela forte chuva que atinge o Rio de Janeiro desde a noite de quinta-feira (31). O temporal deixou oito pessoas mortas no estado.

Desse total, seis mortes aconteceram em Paraty, na Costa Verde. Na vizinha Angra dos Reis, uma criança morreu. Houve ainda uma vítima fatal em Mesquita, na Baixada Fluminense, que também foi atingida pelo temporal.

Bombeiros buscam ainda 13 desaparecidos após um deslizamento de terra em Angra dos Reis. As buscam seguem neste sábado (2).

Em Paraty, na Costa Verde, as seis mortes foram provocadas por um deslizamento de terra, que atingiu casas na Praia de Ponta Negra durante a madrugada deste sábado (2). Há relatos de desaparecidos, e a Defesa Civil segue com as buscas. Um helicóptero auxilia no trabalho, já que a área atingida pelo deslizamento não pode ser acessada pelo mar nem por estradas.

A Costa Verde, que fica no litoral sul do Rio, próximo à divisa com São Paulo, é uma região bastante montanhosa e muito próxima do mar, o que faz com que deslizamentos perto da praia aconteçam. Em Paraty, um total de 22 bairros foram afetados por alagamentos ou outros danos provocados pelas chuvas, segundo a prefeitura local.

A prefeitura chegou a informar também que o número de óbitos na cidade era de sete, o que elevou o total de mortos no RJ para nove. Posteriormente, porém, o número foi corrigido para seis vítimas. A informação foi atualizada às 12h36 pelo g1.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s