Fortaleza vence Sport no Castelão e fatura título da Copa do Nordeste

O reencontro do Sport com a Arena Castelão, em uma final de Copa do Nordeste, não teve o mesmo desfecho feliz de 2014, quando os pernambucanos bateram o Ceará na decisão. Em 2022, perante o Fortaleza, os rubro-negros perderam por 1×0, neste domingo (3), e adiaram o sonho do tetracampeonato regional. Agora, o foco dos comandados do técnico Gilmar Dal Pozzo está nas duas competições restantes do ano, o Campeonato Pernambucano e a Série B. No Estadual, o próximo desafio é contra o Salgueiro, pelas quartas de final. No torneio nacional, a meta é alcançar o acesso à Série A.

Empurrado por mais de 60 mil vozes, o Fortaleza fez o que se esperava dele e pressionou o Sport. Aproveitando os espaços deixados por Ewerthon na direita, os cearenses criaram boas chances na aproximação de Moisés e Kayser. Em uma delas, pediram pênalti no camisa 79, mas o árbitro não marcou, após consulta ao VAR.

Salvo uma finalização de Sander, em boa jogada individual, o Sport não conseguiu trocar passes no campo ofensivo. Pior: os rubro-negros eram facilmente desarmados. Perto dos acréscimos, veio a penalização. William Oliveira perdeu a bola no meio-campo e gerou o contra-ataque. Na sequência, Rafael Thyere derrubou Moisés na área. Yago Pikachu cobrou pênalti, Maílson acertou o canto, mas a bola morreu nas redes para levar o 1×0 ao intervalo.

A chuva que atingiu a capital cearense deixou o gramado do Castelão mais pesado. A bola já não rolava com tanta facilidade e era comum ver os atletas escorregando e sendo traídos pelas pequenas poças. Situação que pedia ainda mais capricho nos passes.

Aos 25, mais uma vez o VAR foi acionado. Benevenuto derrubou Sander e o árbitro marcou penalidade. Porém, depois de olhar o lance no vídeo, mudou a decisão para falta fora da área. Desespero dos pernambucanos e alívio dos cearenses.

A esperança do Sport na reação foi recuperada aos 35 minutos. Robson acertou uma cotovelada em Rafael Thyere. Adivinha quem foi acionado? O árbitro de vídeo novamente. Depois da consulta, o jogador do Fortaleza recebeu o cartão vermelho. Nos minutos finais, caiu a energia no Castelão. Apagou que durou pouco. Quando a bola retornou, o Fortaleza segurou a pressão e garantiu o bicampeonato da Copa do Nordeste.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s