Zelensky pede garantias de proteção no Conselho de Segurança da ONU

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, discursou para o Conselho de Segurança da ONU nesta terça-feira (5) e pediu aos países-membros que dessem mais garantias de segurança à Ucrânia.

Após listar uma série de atrocidades que as tropas russas teriam cometido contra os civis na cidade de Bucha, Zelensky as comparou a grupos terroristas e questionou o Conselho sobre qual a diferença entre esse tipo de organização e as forças de Moscou.

Bucha é a localidade próxima a Kiev onde as forças ucranianas recentemente retomaram o controle após a saída dos invasores russos. Corpos foram encontrados pelas ruas e, de acordo com as autoridades da Ucrânia, quase 300 corpos foram enterrados em valas comuns. A Rússia, sem provas, diz que as fotos e vídeos são “uma encenação”.

No discurso transmitido ao vivo por videoconferência, Zelensky pediu que a Rússia seja excluída do órgão, do qual é um dos cinco membros permanentes, assim como uma reforma do sistema das Nações Unidas, para que “o direito ao veto não signifique direito a morrer”.

“Agora, precisamos de decisões do Conselho de Segurança para a paz na Ucrânia. Se não sabem como tomar esta decisão, podem fazer duas coisas”, disse o presidente ucraniano.

Excluir a Rússia como agressor e o responsável por iniciar a guerra, para que não bloqueie as decisões relacionadas com sua própria agressão. E, depois, fazer tudo o que for possível para conseguir a paz”, afirmou Zelensky na presença do secretário-geral da ONU, António Guterres.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s