Nível de radioatividade em Chernobyl é ‘anormal’, diz chefe da Agência de Energia Atômica

O nível de radioatividade na usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, é “anormal” e subiu depois que as tropas russas ocuparam a área, declarou nesta terça-feira (26) o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Rafael Grossi, durante uma visita à central.

“Sobre o nível de radioatividade, eu diria que é anormal. Houve momentos em que os níveis subiram, devido à movimentação de equipamento pesado que as forças russas trouxeram para cá e quando saíram. Temos feito monitoramento diário”, declarou Grossi.

O diretor-geral também condenou a ocupação por parte das forças russas por várias semanas da usina, como “muito, muito perigosa”.

“A situação foi absolutamente anormal e muito, muito perigosa”, disse o chefe desta agência da ONU a repórteres durante sua visita a Chernobyl, exatamente 36 anos após a pior catástrofe nuclear da História.

Grossi está acompanhado no local por um grupo de especialistas “para entregar equipamentos vitais”, como dosímetros e roupas de proteção, e fazer “controles radiológicos e outros”.

Esses especialistas devem “reparar os sistemas de vigilância remota, que pararam de transmitir dados para a sede” da AIEA, em Viena, na Áustria, logo após o início da guerra.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s