Guerra na Ucrânia: crianças em Mariupol tomaram água de poças para sobreviver

Ouvir como os filhos de sua melhor amiga bebiam água da chuva acumulada em poças para sobreviver à guerra na Ucrânia é o motivo pelo qual a ucraniana Nataliia Roberts quer trazê-la o mais rápido possível para o Reino Unido.

Yuliia e suas três filhas costumavam deixar o abrigo no porão na cidade sitiada de Mariupol depois de chover para matar a sede.

Não lhes faltavam apenas água e comida; não havia banheiro, chuveiro ou eletricidade em seu refúgio improvisado.

Nataliia agora quer sua amiga de infância junto dela no País de Gales, onde vive com o marido, Dewi, há cinco anos.

“Tínhamos uma pequena tigela [de sopa] para três crianças uma vez por dia”, explica Yuliia. “E um copo de água para três crianças se limparem.”

Depois que sua casa foi destruída por bombas russas, Yuliia e suas filhas — de 11, seis e três anos — tiveram que buscar refúgio em um porão comunitário que oferecia algum abrigo, mas ela mal tinha comida para alimentar as crianças.

“As crianças pediam comida, por isso ela passou a alimentá-las na hora de ir para cama, para que elas pudessem se sentir cheias antes de dormir”, conta Nataliia de sua casa no norte do País de Gales.

“Quando começou a chover, primeiro elas beberam água da poça. Em seguida, acharam algumas panelas para encher de água.”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s