Justiça rejeita denúncia contra Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou a denúncia envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PL) no caso das chamadas “rachadinhas” apresentado pelo Ministério Público em 2020. O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro analisou o caso e decidiu nesta segunda-feira (16).

A decisão foi dada após boa parte das provas de acusação ter sido invalidada pelo Superior Tribunal de Justiça e pelo Supremo Tribunal Federal.

A eliminação das evidências fez o próprio Ministério Público pedir a anulação da denúncia, em documento assinado pelo procurador-geral Luciano Mattos.

No entanto, o órgão apontou a possibilidade de dar um novo início à investigação, com base no primeiro relatório elaborado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Foi o documento que, em 2018, revelou movimentações financeiras atípicas de Fabrício de Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

A defesa do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro questionou a possibilidade da retomada da apuração e diz que poderá recorrer à Justiça caso isso aconteça.

“Estariam perpetuando prova ilícita, teoria dos feitos da árvore envenenada, e caberia novo habeas corpus caso fosse deferida renovação de quebra de sigilo”, colocou a advogada Luciana Pires, que defende o senador.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s