Lira destitui Marcelo Ramos, crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara

Um ato assinado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e publicado nesta segunda-feira (23) destituiu da vice-presidência da Casa o deputado Marcelo Ramos (PSD-AM), crítico do presidente Jair Bolsonaro.

A decisão também torna vagos outros dois cargos da Mesa Diretora: a 2ª Secretaria, ocupada pela deputada Marília Arraes (Solidariedade-PE); e a 3ª Secretaria, comandada pela deputada Rose Modesto (União-MS).

Lira afirmou ao g1 e à TV Globo que a decisão é “estritamente regimental”. Uma nova eleição deve definir os ocupantes dos cargos na próxima quarta (25) – as urnas começaram a ser instaladas nesta segunda.

Em vídeo divulgado nesta segunda (23), Ramos defendeu que a decisão de Lira foi “política”.

“Sobre o episódio relacionado à vice-presidência da casa, quero dizer que não abordarei temas regimentais ou jurídicos, porque a decisão do presidente da Câmara não é regimental e nem jurídica, é uma decisão política”, disse o parlamentar.

Marcelo Ramos, Marília Arraes e Rose Modesto foram “depostos” dos cargos porque trocaram de partido recentemente. Ramos deixou o PL e se filiou ao PSD; Marília trocou o PT pelo Solidariedade, e Rose saiu do PSDB para se filiar ao União.

As duas deputadas fizeram a troca durante a janela partidária para as eleições de outubro – a mudança foi oficializada pelos partidos, embora não conste no site da Câmara.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s