Revelados nomes dos PRFs envolvidos na morte de Genivaldo Santos

O Fantástico conseguiu confirmar os nomes dos três policiais rodoviários federais envolvidos na ação que provocou o sufocamento com gás lacrimogêneo Genivaldo de Jesus Santos na última quarta-feira (25), em Sergipe: Kleber Nascimento Freitas, Paulo Rodolpho Lima Nascimento e William de Barros Noia.

Eles foram afastados pela PRF e estão sendo investigados em um procedimento administrativo disciplinar.

Genivaldo tinha 38 anos e fazia tratamento psiquiátrico. Foi xingado, agredido, imobilizado e, por fim, sufocado no porta-malas da viatura da Polícia Rodoviária Federal. A morte dele aconteceu no dia em que o mundo lembrava os dois anos do assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos. E o paralelo trágico se tornou inevitável. Mais uma vez, a brutalidade policial tirou a vida de um homem negro.

A ação policial foi na BR-101, por volta das 11h. Genivaldo foi parado pelos policiais por estar dirigindo uma moto sem capacete. Fora da moto, ele é revistado enquanto ouve palavras de ordem. Um agente se aproxima e aplica gás de pimenta no rosto de Genivaldo. Ele consegue se soltar, mas os policiais ordenam que se deite no chão.

A abordagem continuou no meio da pista. Os policiais prendem as mãos e tentam prender os pés de Genivaldo. Na tentativa de imobilização, os policiais tentam usar a técnica conhecida como mata-leão, já abandonada por forças policiais mundo afora e também no Brasil. Eles pressionam com os joelhos o pescoço e o peito de Genivaldo, que parece dominado. Os agentes decidem colocá-lo na viatura. Com as pernas, Genivaldo impede o fechamento da porta traseira.

Um dos policiais joga um dispositivo dentro do porta-malas. A fumaça de gás lacrimogêneo surge e, por mais de um minuto, eles continuam pressionando a porta. Uma das testemunhas alerta os policiais: “Vai matar o cara”.  Quando eles finalmente abrem a porta, Genivaldo parece estar desacordado e não resiste mais. O gás lacrimogênio expulsa o oxigênio do ambiente. Isso pode causar o colapso do sistema respiratório e provocar asfixia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s