Vereador pede que shows de Bruno e Marrone e Jorge e Mateus sejam investigados em SP

O vereador de São Paulo Toninho Vespoli (PSOL) protocolou junto ao Tribunal de Contas do Estado de SP uma representação em que pede a investigação de gastos de prefeituras do interior paulista com shows de duplas sertanejas entre 2018 e 2021.

Um desses eventos ocorreu em Colina, cidade localizada a cerca de 405 km de São Paulo e com cerca de 18 mil habitantes. A administração municipal gastou R$ 1,1 milhão para contratar os cantores Matheus e Kauan (R$ 200 mil), Bruno e Marrone (R$ 223 mil) e Jorge e Mateus (R$ 425 mil), além do DJ Alok (R$ 275 mil), para a 41a Festa do Cavalo, em 2018.

Procurada, a prefeitura diz que “as contratações dos artistas foram realizadas de acordo com as leis vigentes” e que os shows “foram realizados conforme contrato, bem como os valores pagos eram os valores médios de mercado à época”.

O documento também cita uma apresentação da dupla Zé Neto e Cristiano em Atibaia, no mesmo ano. Eles receberam R$ 220 mil para fazer um show no evento de aniversário da cidade —que fica localizada a 70 km da capital paulista e tem uma população de 145 mil.

No mês passado, Zé Neto debochou da cantora Anitta e da Lei Rouanet durante um show em Sorriso, no Mato Grosso. Apesar do ataque ao incentivo público cultural, o próprio cantor recebeu um cachê de R$ 400 mil da prefeitura para se apresentar no local.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s