Estudo britânico recomenda aumento progressivo da idade legal para fumar

Um relatório encomendado pelo governo britânico e divulgado nesta quinta-feira (9) recomenda aumentar, ano a ano, a idade mínima para comprar cigarros, com o objetivo de erradicá-los até 2030, após se constatar que o tabagismo entre os jovens aumentou durante a pandemia da Covid-19.

Elaborado a pedido do Ministério da Saúde, o relatório sugere aumentar a idade legal para fumar, que hoje é de 18 anos na Inglaterra, até que ninguém possa mais comprá-los no país.

A Nova Zelândia já avançou nessa direção, ao anunciar em dezembro que eliminará progressivamente a venda de produtos derivados do tabaco aumentando, a partir de 2027, a idade em que podem ser comprados.

O estudo britânico também recomenda promover os cigarros eletrônicos para ajudar os fumantes a pararem de fumar, melhorar a prevenção e aumentar o orçamento para políticas antitabaco em mais 125 milhões de libras por ano (em torno de US$ 157 milhões).

Quase seis milhões de pessoas fumam na Inglaterra, de uma população de cerca de 56 milhões.

Durante a pandemia, a proporção de jovens de 18 a 24 anos que são fumantes aumentou de 1 em 4 para 1 em 3. Quase 1 em cada 10 grávidas fuma no final da gravidez, aumentando o risco de ocorrência de natimortos, abortos e síndrome da morte súbita infantil.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s