Em ofício, Defesa cobra ‘discussão técnica’ de propostas e diz não se sentir ‘prestigiada’ pelo TSE

O ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, enviou nesta sexta-feira (10) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considerações sobre as respostas técnicas apresentadas pela corte sobre as eleições deste ano.

No documento, as Forças Armadas dizem não se sentir “devidamente prestigiadas” pelo TSE.

“Até o momento, reitero, as Forças Armadas não se sentem devidamente prestigiadas por atenderem ao honroso convite do TSE para integrar a CTE [Comissão de Transparência das Eleições]”, diz o ofício.

Em maio, o TSE respondeu a questionamentos do Ministério da Defesa sobre as urnas eletrônicas. As dúvidas foram apresentadas fora do prazo à comissão de transparência do processo eleitoral criada pelo tribunal.

No ofício desta sexta, endereçado ao presidente do TSE, ministro Edson Fachin, Paulo Sérgio Nogueira afirma que não foi possível fazer uma “discussão de ordem técnica com a equipe do TSE, a fim de subsidiar melhor o eventual debate no âmbito da CTE”. E que as sugestões das Forças Armadas precisam ser debatidas por técnicos das duas instituições.

Em abril, a comissão criada pelo TSE aprovou dez medidas para aperfeiçoar ainda mais a transparência e a segurança das eleições. A lista incluiu uma proposta das Forças Armadas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s