Entidade diz que dois indígenas foram mortos em conflito entre policiais em Amambai

Ao menos dois indígenas foram mortos durante conflito entre os povos originários da etnia Guarani Kaiowá e policiais em Amambai (MS), segundo a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB). A informação dos óbitos foi publicada nas redes sociais da entidade. Hospital que vem atendendo os feridos dos confrontos confirma uma morte.

Ainda na postagem, a APIB acredita que o número de indígenas mortos pode ser maior, já que a comunidade local fala em ao menos quatro óbitos e 10 feridos.

“Nos solidarizamos ao mesmo tempo com o ataque realizado no mesmo dia do massacre contra a comunidade de Kuripi\Santiago Kue”, finalizou a APIB na postagem.

Quando a APIB fala em “massacre contra a comunidade de Kuripi\Santiago Kue”, é em relação a uma ação da polícia que impediu uma “invasão” de indígenas em uma fazenda em Naviraí (MS). Para os indígenas, a ação fazia parte de uma retomada de terra também.

As mortes informadas pela APIB não foram confirmadas pelo hospital, polícia ou prefeitura de Amambai. O g1 buscou a confirmação junto ao hospital, mas não obteve retorno.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s