Caso suspeito de varíola do macaco em Pernambuco deve ser notificado em até 24h, estabelece Saúde

Em nota técnica, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) estabeleceu que todos os serviços de saúde do Estado, sejam privados ou públicos, devem notificar casos suspeitos ou prováveis de varíola dos macacos em um prazo de até 24 horas.

Até esta quinta-feira (30), segundo a SES-PE, não há nenhum caso suspeito notificado em Pernambuco – o Brasil já acumula 21 casos, de acordo com o mais recente balanço do Ministério da Saúde.

As notificações sobre os casos prováveis e suspeitos devem ser feitas ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs/PE).

Casos suspeitos, explica a SES-PE, são todos aqueles de indivíduos que apresentem “início súbito de erupção cutânea aguda sugestiva de monkeypox” em qualquer parte do corpo, incluindo a região genital.

Essas erupções devem estar associadas ou não ao inchaço dos gânglios ou relato de febre. Além disso, o paciente deve ter histórico de viagem a país endêmico ou com casos confirmados de varíola dos macacos desde 15 de março deste ano; ter vínculo epidemiológico com casos suspeitos, prováveis ou confirmados; e ter histórico de “contato íntimo” com desconhecidos e/ou parceiros casuais nos 21 dias anteriores ao início dos sintomas.

O indivíduo com quadro suspeito deve ser isolado de forma imediata. Caso o exame laboratorial confirme a infecção, o paciente só poderá deixar o isolamento quando as lesões desaparecerem completamente.

A secretaria destaca ainda que o paciente suspeito ou confirmado deve também se abster de sexo, incluindo oral. Durante o período, poderão receber tratamento de suporte para aliviar os sintomas da doença.

Os responsáveis pelo cuidado devem usar medidas de proteção individual apropriadas, como usar máscara e limpar objetos e superfícies tocadas.

Para os casos descartados, a SES-PE orienta a verificação da necessidade de permanência do isolamento considerando diagnóstico diferencial.

Rastreamento e monitoramento de contatos dos casos suspeitos devem ocorrer por, no mínimo, 21 dias.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s