Mulher se nega a usar máscara em vacinação contra Covid-19 e agride servidoras no Recife

Uma mulher de 44 anos agrediu funcionárias do posto de vacinação contra Covid-19 da Prefeitura do Recife instalado no ginásio Geraldão, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife. As Polícias Civil e Militar e a gestão municipal informaram que essa mulher se recusou a usar máscara no ato da aplicação do imunizante. O caso ocorreu na manhã de segunda-feira (11).

Conforme as atuais determinações do Governo do Estado, o uso de máscaras é obrigatório em hospitais e serviços de saúde, como é o caso dos postos de vacinação, e em escolas até o ensino médio e no transporte público. Além disso, a utilização é recomendada em ambientes fechados.

Em um dos vídeos que circulam na internet, a mulher aparece sem máscara e gritando. “O que é que tu tá pensando? Vai, filma! Pronto, eu também sei filmar, ridícula!”, grita a mulher, enquanto a funcionária, que grava diz: “Essa senhora aqui está entrando sem máscara”. É nesse momento que a mulher ergue o braço em direção à servidora.

Numa segunda gravação, a mulher aparece agressiva e ainda discutindo. Ela parte para cima e, com um tapa, derruba o celular da vítima.

A mulher será investigada por desacato. Em nota, a Polícia Civil reiterou que a mulher agrediu verbalmente as funcionárias no local. A usuária e os funcionários foram encaminhados à Delegacia de Santo Amaro e o caso foi registrado na Central de Plantões da Capital (Ceplanc), no bairro de Campo Grande, Zona Norte da capital pernambucana.

A polícia também destacou que a mulher entrou sem autorização no local e agrediu verbalmente as funcionárias da prefeitura. “As investigações foram iniciadas e seguem até esclarecimento do caso”, disse a corporação.

Já a Polícia Militar informou que enviou policiais militares do 19º Batalhão para uma ocorrência de desacato. Os policiais conduziram a ocorrência à delegacia.

A Prefeitura do Recife, por meio de nota, ratificou que “repudia todo e qualquer tipo de agressão”. A gestão ainda afirmou que “prestou toda assistência à funcionária agredida”.

Ainda na nota, a prefeitura reforçou que as agressões física e verbal aconteceram após a mulher se recusar a utilizar máscara, item obrigatório em unidades de saúde, conforme protocolo Estadual.

A reportagem tenta contato com a mulher que aparece nos vídeos. Em entrevista ao g1 PE, ela, identificada como Rosilene da Mata Cruz Ribeiro, disse que “deu um tapa no celular”, mas não agrediu as profissionais de saúde.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s