Sri Lanka declara estado de emergência após fuga de presidente; manifestantes invadem TV estatal

O Sri Lanka declarou estado de emergência nesta quarta-feira (13), após o presidente, Gotabaya Rajapaksa, fugir do país em um avião militar.

Indignados com a fuga, manifestantes voltaram em peso às ruas, cercaram a casa do primeiro-ministro, nomeado presidente interino, e invadiram uma transmissão ao vivo da TV estatal do país, que vive uma das piores crises econômicas e políticas de sua história.

Os manifestantes acusam o presidente de má gestão econômica que levou o país à beira do caos. Em abril, o governo do Sri Lanka, que tem um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humanos do sul da Ásia, declarou moratória da sua dívida de US$ 51 bilhões (cerca de R$ 277 bilhões) em abril.

Desde o mês passado, manifestantes tomaram as ruas da capital financeira, Colombo, queimaram prédios públicos e, no fim de semana, invadiram o palácio presidencial.

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, foi designado como presidente interino após a fuga de Rajapaksa, anunciou o presidente do Parlamento, pouco depois do anúncio do estado de emergência no país.

Rajapaksa deve entregar carta de renúncia ainda nesta quarta-feira. Pouco depois de sua fuga, o gabinete do primeiro-ministro do Sri Lanka declarou estado de emergência e instaurou um toque de recolher na capital Colombo.

“Por causa de sua ausência no país, o presidente Rajapaksa me disse que nomeou o primeiro-ministro para exercer a função de presidente, de acordo com a Constituição”, anunciou Mahinda Yapa Abeywardana em um breve discurso exibido na televisão.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s