Supremo do Peru autoriza eutanásia pela primeira vez no país

A Suprema Corte de Justiça do Peru reconheceu, nesta quinta-feira (14), o direito de morrer de uma mulher de 45 anos que sofre de uma doença incurável e degenerativa.

A sentença foi aprovada por quatro votos, e dois magistrados foram contrários. É a primeira vez que a maior instância da Justiça do Peru permite uma eutanásia.

Ainda não foi decidido qual será o protocolo para executar o procedimento médico da eutanásia.

A sentença diz que deve-se “entender por eutanásia a ação de um médico de fornecer de forma direta (oral ou intravenosa) um fármaco destinado a pôr fim à sua vida”.

A paciente do caso se chama Ana Estrada. Ela pediu para pôr um fim à vida dela por eutanásia em fevereiro de 2021. A Justiça peruana deu ordem ao Ministério da Saúde para respeitar a decisão dela.

Estrada sofre desde os 12 anos de polimiosite, uma doença incurável que provoca fraqueza muscular progressiva e por isso ela usa cadeira de rodas desde os 20 anos, segundo a imprensa peruana.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s