Mercosul veta participação de Volodymyr Zelensky, da Ucrânia, em encontro de líderes

Os governos dos países do Mercosul, Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, negaram ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, a oportunidade de participar de forma remota de um encontro dos lídere que está agendado para ocorrer na quinta-feira (21), no Paraguai.

O veto à participação de Zelensky foi anunciado por um porta-voz da presidência temporária do Mercosul. “Não houve consenso. Foi comunicado ao embaixador ucraniano na Argentina, presente no Paraguai”, informou nesta quarta-feira (20), em coletiva de imprensa, Raúl Cano, vice-ministro de Relações Exteriores do Paraguai.

O Mercosul, criado em 1991, é o principal bloco de integração da América do Sul, com Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai como sócios.

Conversa com Bolsonaro

Zelensky deu uma entrevista exclusiva na terça-feira (19) à correspondente da Globo Raquel Krähenbühl. Ele contou detalhes sobre o telefonema de segunda-feira (18) com o presidente Jair Bolsonaro.

Zelensky criticou a neutralidade do Brasil decidida por Bolsonaro em relação ao conflito e comparou a posição do presidente Bolsonaro à de líderes que ficaram neutros durante o início da Segunda Guerra Mundial. Foi a primeira entrevista de Zelensky a um veículo de imprensa da América Latina desde o início da guerra.

“Ontem eu falei com o presidente Bolsonaro e sou grato a ele por essa conversa. Não foi a minha primeira conversa com o presidente do Brasil. Eu não apoio a posição dele de neutralidade. Eu não acredito que alguém possa se manter neutro quando há uma guerra no mundo”, diz Zelensky.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s