Bolsonaro diz que não vai aderir às sanções contra Rússia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) falou pela primeira vez sobre o telefonema que teve com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, na última segunda-feira (18).

Bolsonaro disse que o Brasil vai se manter em posição de equilíbrio e ressaltou que o líder ucraniano, na avaliação dele, falou em tom “bastante emocional”.

Quando questionado sobre a possibilidade de realizar sanções contra o Rússia, o presidente rechaçou a ideia. “Nós não vamos aderir a essas sanções econômicas, continuamos em equilíbrio”, disse Bolsonaro.

O líder brasileiro voltou a lamentar a guerra, e ainda comentou que a relação do Brasil com a Rússia e o seu presidente, Vladimir Putin, “está 10”.

O presidente aproveitou para indicar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), um dos pontos de origem do conflito, como o órgão correto para solucionar a guerra. “A OTAN é o local adequado para buscar solucionar esse conflito”, disse Bolsonaro.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s