Sobe para 16 o número de mortos no Kentucky

O número de mortos no leste de Kentucky subiu para pelo menos 16, segundo o último balanço divulgado nesta sexta-feira (29). Inundações desencadeadas por chuvas torrenciais “épicas” varreram casas, lavaram estradas e empurraram rios sobre suas margens, disseram autoridades estaduais, alertando que mais mortes são esperadas.

A polícia e as tropas da Guarda Nacional, incluindo funcionários de estados vizinhos, usaram helicópteros e barcos para resgatar dezenas de pessoas de casas e veículos na região de mineração de carvão dos Apalaches, no Kentucky.

Um vídeo da mídia local mostrou as águas da enchente atingindo os telhados das casas e transformando estradas em rios.

“Isso não acabou. Enquanto estamos fazendo busca e resgate, ainda há perigos reais lá fora”, disse o governador Andy Beshear em entrevista coletiva.

Até agora, o número oficial de mortos é de 16 pessoas, segundo o governador do Kentucky, que já disse, no entanto, ser muito provável que esse número aumente. Um balanço do jornal “New York Times” feito com autoridades dos condados do estado já aponta 25 mortos.

Após um sobrevoo de helicóptero nas áreas mais atingidas com Deanne Criswell, chefe da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências dos EUA, Beshear disse que ficou surpreso com o tamanho da inundação.

A maior parte de Jackson, uma cidade de 2.200 pessoas a cerca de 160 quilômetros a sudeste de Frankfort, capital do estado, ficou submersa, disse ele.

“Centenas de casas, seus campos de futebol, seus parques, empresas, debaixo de mais água do que eu acho que qualquer um de nós já viu naquela área”, disse ele a repórteres. “Apenas devastador.”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s