Presidente de organizada do Paraná Clube tem morte cerebral após cavalo da PM pisoteá-lo

O presidente da torcida Fúria Independente do Paraná Clube, Mauro Machado Urbim, teve morte cerebral confirmada nesta segunda-feira. Ele foi pisoteado por um cavalo da Polícia Militar (PM-PR) no intervalo do jogo entre Tricolor e FC Cascavel, pela Série D, na Vila Capanema.

O delegado Luiz Carlos de Oliveira, da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), informou da morte encefálica, que é a definição legal de morte, pois é a completa e irreversível parada de todas as funções do cérebro.

Os aparelhos que mantêm o líder da torcida vivo serão desligados durante a tarde para ver se existe algum tipo de reação. Urbim está internado em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Trabalhador, em Curitiba, desde sábado.

Segundo a PM, será instaurada uma sindicância para apurar o ocorrido.

De acordo com a PM, houve uma tentativa de invasão do local reservado aos visitantes por aproximadamente 80 torcedores da torcida paranista. A organizada nega.

Conforme a polícia, as equipes realizaram formação de linha para impedir a passagem desses torcedores, orientando-os para que retornassem. A coorporação, assim, citou que “foi necessária a imediata intervenção do Regimento de Polícia Montada”.

A PM informou que, após repelir a ação, os policiais constataram dois torcedores caídos, em que um deles imediatamente levantou e o outro permaneceu desacordado.

Imediatamente foram prestados os primeiros socorros de urgência, e acionado o Corpo de Bombeiros, que prontamente deu continuidade ao atendimento e encaminhou o ferido ao Hospital do Trabalhador – diz a nota.

Por meio de nota, o Paraná Clube cobrou que “seja feita apuração célere, completa e detalhada do ocorrido com o conselheiro Mauro Machado Urbim”. Já a torcida Fúria Independente afirmou que não havia nenhum tipo de tumulto ou briga no momento do ocorrido.

Sem qualquer necessidade, de forma truculenta e covarde a Polícia Militar, com o seu Regimento de Polícia Montada, pisoteou o nosso presidente Mauro Machado Urbim, que encontra-se hospitalizado em estado gravíssimo. Em momento algum houve confusão. Ou seja, nada justifica a ação violenta e criminosa da Polícia Militar. Além de que, nada justificaria atropelar com um cavalo e pisotear a cabeça de qualquer cidadão” – afirma a organizada.

Além disso, a Fúria disse que, a noite que era para ser de alegria e comemoração, se transformou em pesadelo para os torcedores do Paraná Clube.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s