Pernambucano que achou asteroides e ganhou certificado da Nasa faz vaquinha para comprar computador

O pernambucano Raul Aires, de 13 anos, estudante de escola pública no município de Carpina, na Zona da Mata Norte, se notabilizou recentemente por encontrar dois asteroides, após se inscrever em um programa desenvolvido pela Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (Nasa), por meio do Departamento de Colaboração Internacional de Pesquisa Astronômica. Feliz pela descoberta, que rendeu até certificado, o jovem quer seguir desbravando o mundo científico. Para isso, criou uma vaquinha online para arrecadar fundos e adquirir um computador próprio.

“As descobertas que ele fez foi por meio do meu computador, mas eu o utilizo para trabalhar. Se ele tivesse um equipamento próprio, disponível todo dia, poderia ter achado até mais de dois asteroides, além de trabalhar em outros projetos. Ele é apaixonado por astronomia e sonha em ser piloto de avião. Fizemos uma vaquinha virtual para arrecadar um valor com que seja possível comprar um computador para ele”, afirmou o pai de Raul, Júlio Aires. Até o momento, já foi levantado R$ 272 – a meta é R$ 6 mil. O site da vaquinha pode ser visto clicando aqui.

Além de Raul, outros brasileiros também participaram do projeto. Contando apenas as descobertas dos estudantes do país, a Nasa confirmou quase 1.800 asteroides encontrados. Os do pernambucano ainda não forma nomeados. “Por enquanto, ainda não pude escolher o nome, mas ele está provisoriamente com as minhas siglas, sendo RCA001 e RCA002”, declarou o jovem. Os objetos ficam entre Marte e Júpiter, em uma área chamada de Cinturão de Asteroides.

Na quinta (25), Raul visitará o Espaço 4.0 da Escola Técnica Estadual Maria Eduarda Ramos de Barros, em Carpina. O objetivo é colocar o centro de inovação à disposição na realização de suas pesquisas.

“Descobrimos que Aires é apaixonado por astronomia e poder proporcionar essa parceria a ele é, de fato, cumprir com o papel da escola e do Espaço 4.0. Nosso objetivo de oferecer condições para que os estudantes e a comunidade escolar possam realizar pesquisas e, a partir delas, se desenvolverem como cidadãos”, disse a diretora da unidade de ensino, Priscila Santos, ao destacar que, atualmente, a escola conta com 510 alunos na modalidade do ensino integrado (Ensino Médio ao Técnico) e 390 estudantes matriculados na modalidade subsequente – estudantes que já terminaram o ensino Médio e, agora, focam no Ensino Técnico.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s