PF quer ouvir empresários de mensagens golpistas nesta terça e avalia pedir prisão

Montagem com imagens dos empresários Afrânio Barreira Filho, Ivan Wrobel, José Isaac Peres, José Koury, Luiz André Tissot, Marco Aurélio Raymundo, Meyer Joseph Nigri, e Luciano Hang — Foto: Afrânio Barreira Filho – Reprodução/Facebook; Ivan Wrobel – Reprodução/Linkedin; José Isaac Peres – Tomaz Silva/Agência Brasil; José Koury – Reprodução; Luiz André Tissot – Divulgação; Marco Aurélio Raymundo – Divulgação; Meyer Joseph Nigri – Juan Guerra/Estadão Conteúdo/Arquivo; Luciano Hang – Reprodução/Facebook

Investigadores e fontes próximas à investigação afirmam ao blog que a Polícia Federal deve ouvir, ainda nesta terça-feira (23), empresários que foram alvos de mandados de busca e apreensão após compartilharem mensagens golpistas em um grupo de WhatsApp. A operação foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

A depender do que for apreendido durante as operações de busca, é possível que haja pedidos de prisão, informa um dos investigadores.

Foram alvos da operação de busca e apreensão desta terça: Afrânio Barreira Filho (Coco Bambu);Ivan Wrobel (W3 Engenharia); José Isaac Peres (Multiplan); José Koury (Barra World); Luciano Hang (Havan); Luiz André Tissot (Sierra); Marco Aurélio Raymundo (Mormaii); e Meyer Joseph Nigri (Tecnisa).

Os mandados foram cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Ceará.

Mensagens reveladas pelo site “Metrópoles” mostram que empresários apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, passaram a defender um golpe de Estado caso o ex-presidente Lula (PT), também candidato à Presidência, vença as eleições de outubro.

Outra fonte consultada pelo blog afirma que a PF não tinha acesso ao grupo de WhatsApp até a conversa ser publicada no “Metrópoles”. Por isso, os investigadores tiveram que obter mais dados para compreender e esclarecer as trocas de mensagens dos empresários.

“Tecnicamente, não se pede prisão só com base em matéria jornalística”, explica um dos investigadores ouvidos pelo blog.

Além das buscas, Moraes também determinou:

bloqueio das contas bancárias dos empresários;
bloqueio das contas dos empresários nas redes sociais;
tomada de depoimentos;
quebra de sigilo bancário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s